domingo , 3 março 2024
Capa » Notícias » Viatris lança tratamento de enxaqueca para ajudar pacientes no Brasil

Viatris lança tratamento de enxaqueca para ajudar pacientes no Brasil

Empresa global de saúde lança a primeira eletriptana no Brasil, um medicamento já recomendado em diretrizes internacionais

São Paulo, fevereiro de 2024 – Viatris,empresa de saúde global com o propósito de empoderar as pessoas ao redor do mundo para viverem com mais saúde em todas as fases da vida, está ampliando o seu portfólio com o lançamento de Zeforus (bromidrato de eletriptana), indicado para tratamento de enxaqueca aguda com ou sem aura. O medicamento já é amplamente recomendado nas diretrizes internacionais1-5, e é a primeiro eletriptana lançada no Brasil para tratar pacientes com enxaqueca. 

Mesmo sendo uma das doenças não-transmissíveis que mais atinge a população mundial6, cerca de 30% dos pacientes com enxaqueca não têm suas necessidades atendidas em relação ao seu tratamento7.  

A enxaqueca é frequentemente confundida com dor de cabeça. No entanto, na enxaqueca, a dor é persistente e pode ser acompanhada de outros sintomas, como náuseas, sensibilidade à luz e aos odores e a presença de auras, que são flashes de luz, lacunas no campo visual ou imagens brilhantes em ziguezague. Todos esses sintomas prejudicam a qualidade de vida do paciente“, explica a Dra. Elizabeth Bilevicius, diretora médica e neurologista da Viatris Brasil. 

O Zeforus veio para resolver esse problema, considerando que estudos mostram que a eletriptana tem vários benefícios em relação a outros triptanos orais, como eficácia sustentada no alívio da dor durante o período menstrual8, menor necessidade de outros tratamentos9 e retorno mais rápido às atividades cotidianas10. Ao trazer essa alternativa para o mercado brasileiro, a Viatris está cumprindo seu propósito de levar acesso à saúde e qualidade de vida à população“, acrescenta. 

O estudo clínico realizado conclui que há uma hierarquia de efeitos de tratamento oferecidos pelos triptanos atualmente disponíveis. A eletriptana parece oferecer consistentemente a maior eficácia de tratamento entre 2 e 24 horas9. 

Sobre a enxaqueca 

A enxaqueca, ou migrânea, é uma doença neurovascular que causa episódios de dores de cabeça pulsantes, geralmente acometidas em apenas um lado da cabeça. As mulheres são três vezes mais suscetíveis à doença do que os homens11, uma vez que a enxaqueca é um dos sintomas do período menstrual, por conta da alta oscilação hormonal que ocorre ao longo do ciclo. 

A dor da enxaqueca pode ser extremamente incapacitante, impossibilitando os pacientes de fazerem até mesmo as atividades básicas do dia a dia. Uma pesquisa recente apontou que 90% dos pacientes com migrânea reportaram um impacto negativo na vida em geral12. Por isso, o tratamento adequado é essencial para a melhora da qualidade de vida.  

A Dra. Elizabeth Bilevicius reforça os riscos da automedicação, uma prática muito comum entre os pacientes com enxaqueca, que confundem a doença com uma dor de cabeça. “O diagnóstico e a prescrição médica são essenciais para evitar possíveis complicações decorrentes do potencial uso excessivo e inadequado de medicamentos. Por isso, é necessário consultar um médico se houver outros sintomas de enxaqueca acompanhando a dor de cabeça”. 

Além do tratamento farmacológico, massagens, acupuntura, ioga e terapia comportamental também podem ajudar a minimizar as crises, uma vez que a enxaqueca é causada por uma série de gatilhos, entre eles o estresse. Mas, acima de tudo, o paciente precisa conhecer a sua dor. Para isso, a neurologista recomenda que os pacientes anotem suas crises de dor para praticar a auto-observação e identificar seus gatilhos. 

Sobre a Viatris 

Viatris (NASDAQ: VTRS) é uma empresa global de saúde posicionada de forma única para unir a divisão tradicional entre genéricos e marcas, combinando o melhor de ambos para abordar de forma mais holística as necessidades de cuidados de saúde globalmente. Com a missão de empoderar as pessoas ao redor do mundo para viverem com mais saúde em todas as fases da vida, oferecemos acesso em grande escala. Só em 2022, fornecemos medicamentos de alta qualidade para aproximadamente 1 bilhão de pacientes em todo o mundo. Com o nosso portfólio de medicamentos excepcionalmente extenso e diversificado, uma cadeia de abastecimento global única, projetada para chegar a mais pessoas quando e onde elas precisarem, e a experiência científica para enfrentar alguns dos desafios de saúde mais persistentes do mundo, o acesso tem um significado profundo na Viatris. Temos a capacidade de tocar todos os momentos da vida, desde o nascimento até o fim da vida, desde condições agudas até doenças crônicas. Estamos sediados nos EUA, com centros globais em Pittsburgh, Xangai e Hyderabad, na Índia. Saiba mais em viatris.com e investidor.viatris.com e conecte-se conosco no TwitterLinkedInInstagram YouTube. 

Referências 

1. Marmura MJ, Silberstein SD, Schwedt TJ. The acute treatment of migraine in adults: the American Headache Society evidence assessment of migraine pharmacotherapies. Headache. 2015;55(1):3-20.  
2. American Headache Society. The American headache society position statement on integrating new migraine treatments into clinical practice. Headache. 2019;59(1):1-18.  
3. Mayans L, Walling A. Acute migraine headache: Treatment strategies. Am Fam Physician. 2018;97(4):243-251.  
4. Diener H-C, Holle-Lee D, Nägel S, et al. Treatment of migraine attacks and prevention of migraine: guidelines by the German Migraine and Headache Society and the German Society of Neurology. Clin Transl Neurosci. 2019;3(1):2514183X1882337.  
5. Eigenbrodt AK, Ashina H, Khan S, et al. Diagnosis and management of migraine in ten steps. Nat Rev Neurol. 2021;17(8):501-514.
6. Burch RC, Buse DC, Lipton RB. Migraine: epidemiology, burden, and comorbidity. Neurol Clin. 2019 Nov;37(4):631-649.  
7. Mallick-Searle T, Moriarty M. Unmet needs in the acute treatment of migraine attacks and the emerging role of calcitonin gene-related peptide receptor antagonists: An integrative review. J Am Assoc Nurse Pract. 2020 Apr 16;33(6):419-428.
8. Bhambri R, Martin VT, Abdulsattar Y, et al. Comparing the efficacy of eletriptan for migraine in women during menstrual and non-menstrual time periods: a pooled analysis of randomized controlled trials. Headache. 2014;54(2):343-354.  
9. Bhambri R, Mardekian J, Liu LZ, Schweizer E, Ramos E. A review of the pharmacoeconomics of eletriptan for the acute treatment of migraine. Int J Gen Med. 2015;8:27-36.  
10. Mathew NT, Schoenen J, Winner P, Muirhead N, Sikes CR. Comparative efficacy of eletriptan 40 mg versus sumatriptan 100 mg. Headache. 2003;43(3):214-222.
11. American Headache Society. Migraine and Contraceptives. Disponível em https://americanheadachesociety.org/news/migraine-contraceptives/. Acesso em 02/08/2023, às 15h07.   
12. Estave PM, Beeghly S, Anderson R, et al. Learning the full impact of migraine through patient voices: a qualitative study. Headache. 2021;61(7):1004-1020.  

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores