sábado , 19 junho 2021
Capa » Artigos técnicos » Vitamina D: uma dose importante de saúde e imunidade

Vitamina D: uma dose importante de saúde e imunidade

Vivemos um período em que se manter saudável é fundamental. Especialmente durante a pandemia, em que há necessidade de medidas preventivas ao coronavírus. Várias atitudes e hábitos contribuem para manter a imunidade alta, como as dicas mais conhecidas: alimentação adequada, prática de atividade física, ingestão de líquidos. Porém, ultimamente tem se falado muito da importância da Vitamina D na manutenção da saúde e da imunidade. Por isso precisamos entender melhor esta relação. 

Vitamina D: entenda como ela é absorvida pelo organismo humano

A Vitamina D é uma das vitaminas lipossolúveis – ou seja, aquelas que se dissolvem em gorduras. Isso é bom, porque ela se deposita nos tecidos gordurosos e pode formar uma reserva. Porém, para ser absorvida no intestino, a Vitamina D precisa da presença de gorduras e sais biliares. Desta forma, pessoas com problemas intestinais ou que fizeram cirurgias de redução do estômago têm dificuldade para absorvê-la.

A vitamina D também pode ser produzida pelo nosso organismo através da exposição da pele aos raios solares. Mas, apesar de vivermos em um país tropical com muito sol, estudos mostram que até 2/3 das pessoas têm níveis sanguíneos de Vitamina D abaixo do recomendado (30 pg/ml) (Maeda, 2014 – DOI: 10.1590/0004-2730000003388).

Vitamina D é essencial para os ossos, os órgãos vitais e para melhorar o sistema imunológico

A Vitamina D e o Cálcio ajudam a manter os ossos saudáveis. O papel da Vitamina D é favorecer a absorção do cálcio no intestino e sua incorporação aos ossos. Por este motivo, é importante sempre verificar os níveis corretos da vitamina no seu organismo.

Quando há deficiência de Vitamina D em crianças, acarreta o Raquitismo – doença na qual os ossos crescem deformados e fracos, com pouco cálcio. Já em adultos, a falta de Vitamina D favorece o aparecimento da osteoporose. Isto acontece porque, quando há falta de cálcio e de Vitamina D, o cálcio é retirado dos ossos para ser usado pelas células.

Além disso, descobriu-se que muitas outras células têm receptores para Vitamina D. Entre elas estão o fígado, os músculos, os rins, o coração e os componentes do sistema imunológico.  Estudos demonstram que a falta de Vitamina D está associada a maior mortalidade por doenças do coração, além de fraqueza muscular, dificuldade para controlar o diabetes e a uma maior suscetibilidade a diversas infecções.

Além disso, a Vitamina D é importante para a imunidade inata e a adaptativa – isto é, em resposta a infecções. As crianças com deficiência em Vitamina D são mais suscetíveis a infecções respiratórias e o problema é revertido quando os níveis normais são restabelecidos.

A importância da suplementação de Vitamina D durante o isolamento social e Coronavírus 

A dieta do brasileiro é relativamente pobre em Vitamina D. Mesmo em um país com grande incidência solar, os estudos já demonstraram que muitas pessoas têm níveis baixos de Vitamina D no sangue. Esta situação pode ser agravada no período de pandemia e de isolamento social, em que a exposição aos espaços abertos diminuiu drasticamente.

Quando não há quantidade suficiente de Vitamina D, a reposição através de suplementação pode ser útil. Muitos especialistas recomendam o uso diário de 400-1000UI. Caso o nível sérico esteja abaixo de 30 ng/ml, pode ser necessário uma reposição mais rápida com formas mais concentradas de Vitamina D – que devem ser prescritas por um médico.

Relação da Vitamina D com a pandemia e a Covid-19

Desde o início da pandemia, começou uma grande procura por formas de tratar e prevenir a infecção pelo novo coronavírus. Neste contexto, a Vitamina D ganha destaque entre as substâncias estudadas.

Verificou-se que uma grande porcentagem de pacientes com a forma grave da Covid-19 tinha níveis insatisfatórios de Vitamina D no sangue. Um estudo espanhol mostrou que 80% dos casos graves internados tinham níveis baixos de Vitamina D no sangue, contra apenas 40% de controles não internados (Hernandez JL, et al. J Clin Endocrinol Metab. 2020).

Além disso, de acordo com outro estudo (JAMA Network Open.2020;3(9):e2019722. doi:10.1001/jamanetworkopen.2020.19722), os pacientes com níveis deficientes de Vitamina D podem apresentar maior chance de adquirir a infecção.

Apesar de bons indícios, os estudos controlados e randomizados ainda não comprovaram os resultados destas observações. Acredita-se que isso pode estar ligado a variedade de dietas, exposição ao sol e à genética das pessoas, todos fatores que influenciam a Vitamina D.

De qualquer forma, uma informação precisa está clara: a Vitamina D não trata a Covid-19, mas pode ser importante na prevenção da doença, especialmente das formas mais graves. Mais estudos ainda estão sendo realizados e é bom ficar atento aos resultados.

Fonte: Prati Donaduzzi, produzido em parceria com o Dr. Eduardo F. Motti.

 

Cadastre-se para receber as matérias também via WhatsApp

Portais de Notícias 2A+

Conteúdos exclusivos, matérias, entrevistas, artigos, eventos e muito mais todo dia, a qualquer momento, para fazer de você o seguidor melhor informado.

Jornalismo feito por Jornalistas.

Integramos os elos entre a indústria, os fornecedores, o varejo e o consumidor. A Qualidade que seleciona seguidores de Qualidade.

Os fornecedores que prestigiamos são os nossos anunciantes.

Faça network com o mercado, não disperse tempo e dinheiro, anuncie conosco. Quem tem poder de decisão está nos Portais 2A+. 

The best way to access the Brazilian life sciences industry market.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores