sábado , 18 maio 2024
Capa » Notícias » Missão da Abrafarma avalia advento da telemedicina na China

Missão da Abrafarma avalia advento da telemedicina na China

Altos executivos conheceram empresas que aliam tecnologia e análise de dados para ampliar acesso à saúde nos municípios.

Cerca de 50 altos executivos dos 25 maiores players do varejo farmacêutico nacional acabam de regressar de uma missão técnica na China, organizada pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) em parceria com a consultoria Varese Retail Strategy entre os dias 23 de maio e 2 de junho, com o patrocínio da Cimed e do Grupo NC/EMS. Os olhares desses líderes voltaram-se especialmente para a incorporação da inteligência artificial aos serviços clínicos, como estratégia para democratizar o acesso à saúde em países com dimensões continentais.

“Voltamos surpreendidos com a reinvenção deste país, em pouco mais de 20 anos. Exemplos de lojas sem funcionários e meios de pagamento online já são reconhecidos, mas o que eles também estão fazendo na área da saúde, é algo sem comparação com o ocidente”, comenta Sergio Mena Barreto, CEO da Abrafarma.

Para Alberto Serrentino, fundador da Varese Retail e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), a visita deixou clara a aposta do governo chinês na descentralização das estruturas de atendimento para aumentar a oferta de saúde nos municípios. “Para isso, o país passou a estimular o empreendedorismo em diversificados modelos de negócios, cada vez mais apoiados na análise de dados e em serviços digitais, que envolvem monitoramento remoto de consultas, triagem e distribuição de medicamentos”, ressalta.

A missão percorreu 1.700 quilômetros passando pelas cidades de Pequim, Shangai e Hangzhou. A agenda de visitas, palestras e reuniões de trabalho permitiu absorver as melhores práticas dos novos formatos de varejo, marketing, crossborder e tecnologias que compõem os inovadores ecossistemas de negócios voltados para o consumo. “As novas soluções de pagamento com carteiras digitais são alguns dos exemplos. A Alibaba desenvolveu o Alipay, que funciona por meio de um aplicativo, em que usuários realizam transações diretamente em seus dispositivos móveis a partir de um crédito em conta”, acrescenta Serrentino.

Sergio Mena Barreto afirma que alguns temas assimilados na viagem serão aprofundados em outros eventos da entidade ainda este ano. “Tenho certeza que os aprendizados que tivemos na China nos inspirarão por muito tempo. O Master Class, programa de classe mundial que receberá um professor de Harvard em agosto; e o Future Trends, nosso congresso em setembro, certamente refletirão essas tendências”, avalia.

A agenda anual da Abrafarma inclui ainda um programa com universidade internacional realizado no Brasil, road shows para profissionais das redes associadas, programas de pós-graduação online e presencial, um grande congresso, e a principal premiação do setor. Mais de 15 mil profissionais são impactados anualmente por essa programação.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores