quinta-feira , 26 maio 2022
Capa » Investimentos » EMS cresce 17% em 2021 e aposta em inovação para ampliar área de novos negócios

EMS cresce 17% em 2021 e aposta em inovação para ampliar área de novos negócios

Laboratório farmacêutico segue na liderança do mercado nacional pelo 16º ano consecutivo

 3 de março de 2022 – A EMS – maior laboratório farmacêutico no Brasil – movimentou R$ 18,1 bilhões em 2021, um aumento de 17% sobre 2020, quando foi registrado um faturamento de R$ 15,4 bilhões. Para 2022, a expectativa é manter os dois dígitos. Os dados foram compilados pela consultoria IQVIA e demonstram que, além de um crescimento maior que o do setor, a empresa se mantém na liderança pelo 16º ano consecutivo.

No período, foram comercializados 637 milhões de unidades (caixas) de medicamentos, 4% a mais que os 610 milhões vendidos em 2020. Com o resultado, a EMS garante um market share de 13% do mercado farmacêutico nacional, em relação ao faturamento; e, também, de 13% em relação ao volume de unidades comercializadas, o que equivale a dizer que, de cada 100 medicamentos comercializados no país, 13 são da marca EMS.

Para Marcus Sanchez, vice-presidente da EMS, os resultados comprovam que o caminho para a eficiência, competitividade e liderança é investir na expansão do parque fabril, em tecnologia, inovação, pesquisa científica e ampliação constante de portfólio. “Ao longo destes últimos 10 anos, destinamos mais de R$ 1 bilhão ao maior plano de expansão fabril da nossa história. Em 2022, estão previstos mais R$ 200 milhões para linhas de produção e atualização de tecnologia e maquinário”, destaca.

O executivo reforça ainda que, para continuar crescendo e ampliando o acesso da população à saúde, a estratégia da empresa é focar na fusão e aquisição de marcas e no licenciamento de novos produtos – especialmente do segmento de cardiometabólicos, respiratórios, antibióticos e oncológicos –, que devem representar 20% do faturamento da empresa em 2024 e serão principalmente voltados para as áreas de Prescrição Médica e Non-Retail.

Em paralelo, a empresa aposta também na tecnologia de peptídeos para desenvolver os chamados supergenéricos. “São genéricos de alta complexidade, que também integram nosso escopo de investimento em inovação e um dos fatores que tendem a nos diferenciar ainda mais neste segmento no mercado nacional e que marcam a nossa entrada no mercado americano. Já investimos US$ 50 milhões no exterior com este segmento”, diz. Sanchez completa ainda: “Estamos cada vez mais empenhados em desenvolver novas terapias com tecnologias de última geração. Nossa estratégia é ser uma empresa que gera produto para o mundo todo”.

Genéricos

Em 2021, outro destaque importante para o resultado da EMS foram os medicamentos genéricos. No acumulado de 12 meses, a empresa faturou R$ 6,2 bilhões, um avanço de 19% em relação ao ano anterior. Já o volume de caixas vendido destes produtos passou de 227 milhões para 237 milhões de unidades, um crescimento de 5%. “Embora hoje represente 30% do nosso faturamento, o segmento continua sendo relevante para seguirmos com nossa missão de garantir e ampliar o acesso dos brasileiros a importantes tratamentos médicos”, ressalta Sanchez.

Sobre a EMS

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado há 16 anos consecutivos, pertence ao Grupo NC. Com 58 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano com a sua controlada Vero Biotech, localizada em Atlanta, Geórgia (EUA), por meio da qual a EMS obteve em 2019 a aprovação de seu primeiro produto revolucionário, fruto de inovação radical, submetido à FDA (EUA), posicionando o laboratório como uma empresa inovadora no mercado global. A EMS também investe consistentemente em inovação incremental, em genéricos de alta complexidade e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. A empresa possui unidades produtivas em Jaguariúna (SP); em Brasília (DF); em Hortolândia (SP), onde funcionam o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos; e conta também com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo. Na Sérvia, possui a farmacêutica Galenika, adquirida em 2017 como parte do processo de internacionalização da companhia. A EMS exporta para 55 países e tem, na Itália, o laboratório de pesquisas MonteResearch. A empresa mantém um histórico consistente de iniciativas sociais, culturais, ambientais e esportivas dentro e fora do país como uma forma concreta de também promover saúde e qualidade de vida.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale com os gestores