sábado , 2 março 2024
Capa » Notícias » 4 tecnologias que prometem alavancar a àrea de saúde em 2024

4 tecnologias que prometem alavancar a àrea de saúde em 2024

Especialistas ressaltam que o setor se desenvolveu com a incorporação de novas ferramentas, seja no atendimento ou tratamento de pacientes

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a tecnologia na saúde é a “aplicação de conhecimentos e habilidades organizados na forma de dispositivos, medicamentos, vacinas, procedimentos e sistemas desenvolvidos para resolver um problema de saúde e melhorar a qualidade de vida”. Ou seja, pode ser entendida como um leque de ferramentas direcionadas a otimizar a eficiência e precisão dos serviços prestados no setor.

Não à toa, há diversos recursos tecnológicos que vêm crescendo no segmento. O relatório da Zion Market Research aponta que o investimento em robótica, por exemplo, deve aumentar cerca de 20% até 2025, com o objetivo de diminuir a margem de erro e ocasionar procedimentos médicos mais precisos. 

A própria telessaúde não para de se aperfeiçoar, já que potencializou a comunicação no setor, principalmente no que diz respeito a exames e laudos médicos. Segundo o Grand Research Review, esse mercado movimenta em torno de US$ 83,5 bilhões ao redor do mundo, com uma projeção de crescimento de 24% ao ano até 2030. 

Além disso, outras tecnologias também superaram as suas expectativas em 2023, tanto na qualidade quanto na diversidade de aplicações e funções. Por isso, muitas delas prometem continuar impactando positivamente a saúde em 2024, sendo as 4 principais:

  • Testes, exames e monitoramento remoto

Assim como o mundo pós-pandemia incorporou os modelos de trabalho home-office e híbrido, a saúde também cresceu em termos de serviços remotos. Hoje, as pessoas podem realizar coletas de sangue com equipamentos portáteis fora de laboratórios clínicos com os Testes Laboratoriais Remotos (TLRs), ou receber um acompanhamento à distância para o controle de diabetes com medidores digitais.

Outro exemplo é a epPoC, solução da epHealth, referência em tecnologia para saúde e pesquisas clínicas, que permite que exames rápidos (ACR, PCR, HbA1c, perfil lipídico, etc.) sejam feitos em qualquer local. Pedro Marton Pereira, CEO e cofundador da empresa, explica que a ideia do formato é ser uma “UBS do futuro”: “Nossa plataforma é conectada a um dispositivo móvel, evitando deslocamentos de idas e vindas entre laboratórios, consultórios, especialmente em lugares de difícil acesso. A ideia é que qualquer um possa realizar investigações de rotina com qualidade e baixo custo”, diz.

  • IA e Machine Learning

Em 2023, o mercado de trabalho também testemunhou o avanço da Inteligência Artificial (IA) com o ChatGPT. No entanto, a área de saúde vem desenvolvendo ferramentas desta categoria há anos, como a Distrito revela: segundo a plataforma, as healthtechs da América Latina que atuam com essa tecnologia receberam um investimento de US$ 1,4 bilhão desde 2019. 

Para Igor Couto, CEO e cofundador da Sofya, startup pioneira na implementação de IA e plataformas de voz em consultórios, clínicas e hospitais, esse tipo de recurso tem ganhado cada vez mais notoriedade, uma vez que promove um aumento da eficiência, personalização e precisão em diversas tarefas. “Se as equipes médicas tivessem que cumprir à risca todos os protocolos de atendimento para os pacientes, precisariam gastar cerca de 26 horas por dia. São burocracias totalmente desnecessárias, mas que estão sendo eliminadas através do Machine Learning”, afirma.

  • Autenticação e assinatura eletrônica

Um estudo realizado pela McKinsey & Company relatou que a implementação da assinatura eletrônica pode reduzir o tempo médio de conclusão das documentações em até 70%. No setor de saúde, essa tecnologia permite que os profissionais agilizem o processo de admissão e internação ao obterem o aval dos pacientes de forma remota, além de facilitar o compartilhamento de informações médicas entre diferentes partes interessadas, algo essencial para a prestação de cautelas contínuas e ao acompanhamento de pacientes após a alta hospitalar.

Raquel Trindade, Chief Business Officer da Clicksign, plataforma de soluções de autenticação e assinatura eletrônica, ressalta que tais melhorias tornam os procedimentos burocráticos mais ágeis. “Por meio da tecnologia, médicos e pacientes passam a ter acesso a laudos, atestados e outras documentações de forma imediata e muito mais segura, visto que é difícil de alterar ou falsificar estes documentos devido à criptografia avançada. Trata-se de um ganho inestimável de eficácia, o que é indispensável para uma área que muitas vezes pede por soluções urgentes”, comenta. 

  • Integração de bem-estar e saúde em plataformas digitais

Por fim, os aplicativos de bem-estar também elevaram os seus níveis de qualidade nos últimos anos e passaram a atingir mais pessoas. Com integrações em plataformas tecnológicas, os usuários vêm aumentando o engajamento em uma rotina de cuidados pessoais, justamente pela otimização de ações ligadas à saúde mental e física.

Dentro desse aspecto, outro ganho foi o da acessibilidade a diferentes serviços, como o de academias. Sobre isso, Aguinaldo Júnior, Country Manager da TotalPass, uma das principais soluções de saúde integrada do Brasil no âmbito corporativo, destaca: “Uma agenda de autocuidado é completamente conectada à mudança de hábitos, o que só acontece com a disponibilização simplificada e otimizada de atividades saudáveis por preços justos”, explica.

Outras tecnologias também podem se destacar no próximo ano?

Vale frisar que a saúde é uma das áreas que mais é impactada pelos constantes avanços tecnológicos – por esse motivo, a lista inclui soluções de vertentes variadas do segmento. Portanto, junto dessas ferramentas, o ano de 2024 também deve reservar uma gama de novidades para o setor, com as empresas e instituições médicas colhendo resultados inovadores dos investimentos na transformação digital.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores