sexta-feira , 19 julho 2024
Capa » Artigos técnicos » A receita contra a Dengue, Chicungunya e Zika? Limpeza e organização!

A receita contra a Dengue, Chicungunya e Zika? Limpeza e organização!

Por José Carlos Giordano*

Empresas de vários segmentos e órgãos públicos adotam os princípios de Limpeza e Organização (5S) como primeiro passo para se chegar à Qualidade Total, melhorando aspectos de higiene e procedimentos, assim como aumentar a segurança e participação das pessoas. São inequívocas as vantagens desse programa nas instalações fabris, administrativas e urbanas. Não só na redução de desperdícios e maior produtividade e motivação, como também pela maior Higiene advinda aos ambientes. E isso se estende até nossas residências! Em todos os casos, a interação com o Controle Integrado de Pragas é imensa. Um plano de ação corporativo soma ferramentas na redução das vulnerabilidades na fabricação de alimentos, fármacos, embalagens, cosméticos, etc.. Além da aplicação industrial, o conceito se aplica ao nosso cotidiano, que também sofre interferência do clima e de situações do saneamento básico, que tanta falta faz!  

Preconiza essa metodologia de nomes também como ‘Housekeeping (casa limpa)’, ‘Programa dos 100 dias’, ou mesmo ‘7S’ ou 12 ‘S’: a separação e descarte de materiais inservíveis, arrumação e ordenação dos espaços, limpeza e a manutenção dessa limpeza. Tais protocolos são essenciais ações das normas de BPF / GMP que tanto falamos! Um ambiente limpo e seguro é parte de uma sustentabilidade geral ao ser humano. Uma ambiência protegida dos espaços de convivência – sejam industriais ou residenciais – sem riscos da Dengue ou Zika!

Presença de lixo, água e sujeiras, geram doenças advindas de pragas urbanas. Além de ratos e baratas, insetos como mosquitos são gerados. Entre esses, os que transmitem doenças (arboviroses) nas cidades – como proliferação de Dengue, Zika e Chicungunya – que aumentam e assolam o país no verão aquecido. E a Febre Amarela também. É preciso conhecer para vencer !

As ‘pragas’ encontram abrigo e proliferam justamente nos locais em desordem onde há acumulo de ‘coisas’ esquecidas, sem uso. A renovação dos espaços, iluminação, pinturas e ‘consertos’ propiciam o desalojamento de insetos e identifica situações críticas – antes desconhecidas. O compromisso da comunidade é importante fator para o sinergismo de idéias e ações interagindo os programas de Qualidade, Saúde, Saneamento e Segurança. Iniciativas na melhoria do ambiente resultam também em melhoria no controle de doenças!

O senso crítico nas pessoas deve ser estimulado, enfatizando ações preventivas e eliminação de pontos que gerem focos de mosquitos. Essa força-tarefa em prol dos ‘5S da Saúde’ Organização, Arrumação, Limpeza, Padronização e Disciplina atua corrigindo os espaços, pois boa e constante limpeza e organização prevê a detecção de situações a melhorar, evitando riscos à saúde pública. Campanhas à população são constantes pela Vig. Epidemiológica, não só em épocas quentes e úmidas. Devem ser ‘prévias’ e feitas constantemente! E implementadas pelos Controladores Profissionais de Pragas. A prevenção nunca cessa, o clima piora, e com ele vem pragas! 

E perceba – todos os cuidados preventivos são referentes idem a cuidados de 5S e Boas Práticas regulares, aplicadas aos nossos espaços de convivência! Escolas, casas, empresas, comunidade, vizinhança, bairro, prédios e entornos.

Todos os procedimentos que previnam casos de Dengue, Zika ou Chicungunya são importantes e os cuidados de Limpeza e Organização tem ampla sinergia com a Higiene nos clientes, dentro dos serviços de desinfestação e saneamento. É responsabilidade compartilhada de todos nós a Saúde!

Pense nisso e atenção e mãos à obra nas boas recomendações a seguir:  

Mandamentos da Limpeza e Organização em prevenir pragas e sobreviver o ser humano, nessa época de tantas perturbações climáticas extremas:

Fazer um levantamento do que é mesmo útil e o que é desnecessário no local de trabalho e casa Separar o útil que se usa, do inútil parado, e das ‘tranqueiras’ sem função dispersas

Listar pontos onde há necessidade de reparos, pinturas, reformas, consertos, sinalização, melhoria

Eliminar tudo que acumula água parada: vasos garrafas latas telhas recipientes tambores calhas

Evitar soluções e consertos provisórios, as ‘gambiarras’ e acúmulo de detritos permanentes

Levar o inútil p/ uma área definida, uma caçamba, um local separado e identificado, para descarte

Dessa área de descarte, checar, reclassificar e reaproveitar/doar o que for eventualmente possível

Eliminar inúteis do ambiente, remanejando, vendendo, recuperando / removendo como lixo p/ fora

Providenciar o melhor arranjo físico para cada ambiente, tornando-o agradável, amigo e funcional

Retirar objetos esquecidos debaixo/atrás de armários, mesas, balcões, e dos ‘quartinhos’ despejos

Eliminar fontes de alimento, águas e abrigo de insetos e roedores/pragas em todas áreas em geral

Conservar mesas, gavetas, armários e equipamentos sempre limpos e em boas condições de uso

Manter tudo limpo não esquecendo corredores, fachadas, veículos, escadas, banheiros, estoque

Providenciar a retirada frequente dos lixos acumulados, causam foco de atração de pragas/insetos 

Lembrar que você é sim responsável pela limpeza de seu espaço vital e da sua área de ação

Usar roupas e uniformes limpos. Em condições e adequadas às tarefas. Gestão à vista sempre.

Manter em ótimas condições de higiene instalações como: toalete, WC,, copa, escritório, vestiário

Manter adequada a iluminação e a ventilação. Cumprir com recomendações e POPs de segurança

Evitar a poluição do ar, a poluição sonora e visual. Ter hipoclorito à mão quando necessário

Cuidar para manter um ótimo controle de pragas nos ambientes do estabelecimento e entornos

Registrar c/ fotos as melhorias implementadas. Expô-las em local ostensivo e celebrar as melhorias

Sinalizar tudo que mereça destaque. Reforçar Segurança, Meio Ambiente e a Higiene Geral

Respeitar normas do Corpo de Bombeiros. Eliminar as fontes de risco, desinteligências e acidentes

Providenciar e cumprir manutenção periódica de máquinas, móveis, extintores e equipamentos

Identificar oportunidades e recursos para melhorar as condições físicas / ambientais de sua área

Verificar / registrar por escrito o que se pode fazer e o que não está sendo feito, revisar e investigar

Providenciar antes os materiais necessários p/ execução dos trabalhos, evitar improvisos / erros

Após o expediente, não deixar nada supérfluo sobre as mesas, bancadas e balcões, desligar 

Manter ferramentas e produtos em locais adequados, para que sejam relocalizados com facilidade 

Definir responsabilidades para toda equipe do local, para que a ordem seja mantida e limpeza feita

Com frequência de uma vez por mês, analisar fazendo um Kaizen e melhorar/agregar mais aos 31 itens, num ‘diário’ deste processo. Dialogar, divulgar, catalizar a prevenção para o bem de todos!

*Prof. José Carlos Giordano – JCG Assessoria em Higiene e Qualidade
www.jcgassessoria.com.br

Referências:

www.saude.gov.br/combateaedes

cartaz E você já combateu o mosquito hoje?  

www.gov.br

cartaz 64×46 pdf governo federal

www.saude.es.gov.br

cartaz vaso.cd aedes aegypti

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores