quinta-feira , 22 fevereiro 2024
Capa » Notícias » Mês da Prevenção do Diabetes: Doença tem relação com demência e déficits cognitivos, indica estudo

Mês da Prevenção do Diabetes: Doença tem relação com demência e déficits cognitivos, indica estudo

Diversos estudos reforçam essa relação, mas ainda é preciso entender melhor como isso funciona, explica o médico ortopedista e mestrando em neurociências, Dr. Luiz Felipe Carvalho

O Brasil, atualmente, é o quinto país com maior número de casos de diabetes, de acordo com o Atlas do Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (IDF), com cerca de 16,8 milhões de adultos diagnosticados com a doença.

Além dos impactos negativos já conhecidos da diabetes, ela pode ir muito além disso, ela também pode afetar o cérebro, gerando déficits cognitivos e até mesmo demência.

De acordo com o novo estudo “Diabetes e demência: Como alguns fármacos para tratar diabetes reduzem o risco de demência”, publicado na revista científica Cuadernos de Educación y desarrollo pelo Médico Ortopedista, graduando em neurociências e especialista em Coluna Vertebral, Dr. Luiz Felipe Carvalho, em parceria com a especialista em Nutrologia Dra. Rosany de Sales e o Pós PhD em neurociências, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, explora a relação entre demência e diabetes.

Existem diversos estudos que apontam uma relação entre a diabetes e a demência, mostrando também que quanto mais longa for a duração da doença, maiores são os riscos de comprometimento cognitivo. Mas, além disso, o uso dos medicamentos para tratar diabetes também tem influência nesse processo”.

Os estudos indicam que existem medicamentos específicos capazes, tanto de tratar a diabetes, quanto de prevenir a demência, o que seria importante para evitar a combinação das condições. Mas para que eles passassem a ser usados nesse sentido, são necessários mais estudos”.

Mas para além desses detalhes mais técnicos, é importante notar o quanto isso reforça a importância de prevenir a diabetes e manter o controle glicêmico também como forma de preservar a função cognitiva”, afirma Dr. Luiz Felipe Carvalho.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores