terça-feira , 25 junho 2024
Capa » Home » Classificação de Rating de Longo Prazo reforça compromisso da União Química com excelência e solidez nos negócios
Classificação de Rating de Longo Prazo reforça compromisso da União Química com excelência e solidez nos negócios
(Imagem meramente ilustrativa 2A+ Canva)

Classificação de Rating de Longo Prazo reforça compromisso da União Química com excelência e solidez nos negócios

ão Paulo, 21 de novembro de 2023 – A União Química Farmacêutica Nacional S.A. (União Química), multinacional brasileira, recebeu a confirmação de sua Classificação de Rating de Longo Prazo ‘AA(bra)’ pela tradicional agência de classificação de risco, Fitch Ratings.

Frente a cenários econômicos desafiadores, a União Química se destaca por sua capacidade de geração de EBITDA, principalmente em segmentos chave, como o hospitalar, com medicamentos de prescrição e marcas, que compõem cerca de 50% de seu faturamento.

Embora a classificação também leve em consideração desafios, como necessidades de capital de giro e geração de caixa operacional, a União Química demonstrou histórico de manutenção de alavancagem reduzida e saldo de caixa conservador.

Principais Fundamentos do Rating

A indústria farmacêutica apresenta fundamentos positivos a longo prazo, com crescimento consistente e resiliência comprovada, mesmo em cenários macroeconômicos adversos. A União Química está bem posicionada para se beneficiar desse crescimento, com sua diversificada linha de produtos terapêuticos.

A empresa opera em um mercado altamente fragmentado, sendo a décima maior no varejo e a 15a no segmento institucional. Seu compromisso com inovação, com uma média de 13 produtos aprovados anualmente pela Anvisa, sustenta sua competitividade.

A União Química também possui uma sólida capacidade de geração de caixa operacional, com expectativas de crescimento nos próximos anos, respaldando sua posição no mercado.

A escala de operações da União Química é mediana, e a companhia tem participação de mercado inferior a 3% no altamente fragmentado mercado farmacêutico de saúde humana do Brasil, no qual é a décima maior empresa do segmento de varejo e a 15ª do institucional.

Os medicamentos são desenvolvidos internamente após o vencimento de patentes, e os investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) correspondem, em média, a 6% da receita, sendo as despesas com P&D em torno de 4% da receita. Desde 2016, a companhia aprova, em média, 13 produtos por ano junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e de dois a cinco produtos veterinários junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa

Perspectiva Estável

A Perspectiva Estável reflete a confiança de que a União Química manterá indicadores de crédito robustos, incluindo forte geração de caixa operacional e alavancagem abaixo de 2,0 vezes, mesmo sem considerar aquisições futuras.

Principais Premissas

A União Química planeja um crescimento de volume de vendas de 2% a 4% entre 2023 e 2025, com expectativa de receita crescente. Além disso, a empresa manterá investimentos médios anuais entre BRL100 milhões e BRL150 milhões, com dividendos representando 25% do lucro líquido.

• Crescimento do volume de vendas de 2% a 4% entre 2023 e 2025.

• Crescimento da receita de 10% em 2023 e 7% em 2024 e 2025.

• Investimentos médios anuais entre BRL100 milhões e BRL150 milhões de 2023 a 2025.
• Dividendos de 25% do lucro líquido.

Resumo da Análise

Embora a classificação da União Química seja ‘AA(bra)’, é importante notar que a empresa enfrenta competição em um mercado farmacêutico altamente fragmentado. No entanto, sua gestão prudente e histórico sólido de geração de caixa operacional sustentam sua posição competitiva.

Liquidez e Estrutura da Dívida

A União Química está focada em fortalecer sua liquidez e alongar o perfil de sua dívida, mantendo uma posição conservadora no mercado.

Para mais informações sobre a classificação de risco de crédito da União Química, consulte o relatório completo da Fitch Ratings.

A União Química possui histórico de manutenção de modesto saldo de caixa. Em 30 de junho de 2023, possuía caixa e aplicações financeiras de BRL620 milhões e dívida total de BRL2,1 bilhões. O perfil de vencimento da dívida era concentrado, com cerca de BRL900 milhões vencendo até o final de 2024.

A expectativa da Fitch é que a companhia alongue o perfil de sua dívida. Em 30 de junho de 2023, a dívida consistia principalmente de debêntures (30%), linhas de capital de giro (33%), Resolução 4131 em dólar (19%) e swap para real (6%).

O rating da União Química é inferior ao do Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A. (Aché, IDR – Issuer Default Rating – Rating de Inadimplência do Emissor em Moeda Estrangeira BB/Perspectiva Estável, IDR em Moeda Local BBB/Estável, Rating Nacional de Longo Prazo AAA(bra)/Estável), que tem sólida posição no mercado farmacêutico brasileiro, principalmente no segmento de medicamentos com prescrição médica, e ao da Eurofarma Laboratórios S.A. (AAA(bra)/Perspectiva Estável), que apresenta maior diversificação de segmentos e geográfica, com presença em vinte países, sendo a grande maioria ainda em processo de maturação.

O rating da União Química está um grau abaixo do da Blau Farmacêutica S.A. (Blau, AA+(bra)/Estável) devido a seu perfil de liquidez mais fraco, com histórico de manutenção de modesto saldo de caixa e vencimentos de dívida concentrados nos próximos 24 meses. O rating da União Química também incorpora maiores necessidades de capital de giro e capacidade de geração de caixa operacional abaixo da de seus pares, o que historicamente pressiona sua geração de FCF.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores