sábado , 19 junho 2021
Capa » Ciência contra a Covid » Cannabis é promissora no combate à Covid-19, aponta novo estudo

Cannabis é promissora no combate à Covid-19, aponta novo estudo

Ao todo, são 13 extratos de cannabis com alto teor de CBD anti-inflamatório que podem modular a expressão de ACE2, proteína que é porta de entrada para o coronavírus

Em parceria com a Universidade de Lethbridge, a Pathway RX e a Swysh, empresas focadas em pesquisa com cannabis, descobriram que extratos específicos da planta mostram uma promessa como um tratamento adicional para Covid-19.

“Nossos extratos mais bem-sucedidos exigem validação adicional em uma análise em grande escala e um modelo animal. Ainda assim, nosso estudo é crucial para a análise futura dos efeitos da cannabis medicinal na Covid-19”, dizem os Drs. Igor (CEO da Pathway RX) e Olga Kovalchuk, ambos professores de biologia da U of L.

Recentemente, os Kovalchuks e uma equipe de pesquisadores enviaram um artigo de pesquisa sobre os efeitos da cannabis medicinal na Covid-19 a um jornal para publicação e seu manuscrito foi levado para Preprints. Ou seja, a pesquisa ainda não foi revisada por pares ou publicada em um periódico.

Sobretudo, o estudo se concentrou em como certos extratos de cannabis afetaram as proteínas ACE2 e TMPRSS2. Estas proteínas estão embutidas na membrana celular e representam uma porta de entrada chave para o coronavírus entrar nas células hospedeiras. Os pesquisadores usaram extratos de cannabis para modular os níveis dessas enzimas.

O que o estudo sugere

Como resultado, dados iniciais sugerem que 13 extratos de cannabis com alto teor de CBD anti-inflamatório podem modular a expressão de ACE2 em tecidos-alvo da Covid-19. Além disso, podem tambémregular negativamente TMPRSS2. Tais dados demonstram que essas linhagens de cannabis com alto teor de CBD têm potencial para se tornar uma adição útil e segura ao tratamento da Covid-19. Portanto, eles podem ser usados ​​para desenvolver tratamentos preventivos na forma de um anti-séptico bucal ou gargarejo para uso clínico e doméstico.

“Dada a atual situação epidemiológica terrível e em rápido desenvolvimento, todas as oportunidades e vias terapêuticas possíveis precisam ser consideradas”, diz Kovalchuk. “Nossa equipe de pesquisa está buscando ativamente parcerias para conduzir testes clínicos.”

Por meio do Pathway RX, Kovalchuk gerou mais de 1.000 híbridos de cannabis e os testou em tecidos e células humanas para aprender sobre sua atividade biológica. Dessa forma, essas variedades foram patenteadas e estão atualmente licenciadas para Sundial Growers, um produtor de cannabis licenciado com sede em Alberta e parceiro da Pathway RX.

Fonte: Sechat, com informações da Universidade de Lethbridge

Cadastre-se para receber as matérias também via WhatsApp

Portais de Notícias 2A+

Conteúdos exclusivos, matérias, entrevistas, artigos, eventos e muito mais todo dia, a qualquer momento, para fazer de você o seguidor melhor informado.

Jornalismo feito por Jornalistas.

Integramos os elos entre a indústria, os fornecedores, o varejo e o consumidor. A Qualidade que seleciona seguidores de Qualidade.

Os fornecedores que prestigiamos são os nossos anunciantes.

Faça network com o mercado, não disperse tempo e dinheiro, anuncie conosco. Quem tem poder de decisão está nos Portais 2A+. 

The best way to access the Brazilian life sciences industry market.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores