domingo , 21 julho 2024
Capa » Artigos técnicos » Qual é a importância do farmacêutico no nosso dia a dia?

Qual é a importância do farmacêutico no nosso dia a dia?

Amouni Mohmoud Mourad*

O dia 20 de janeiro foi a data escolhida para comemorar o Dia do Farmacêutico por ter como referência a fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), em 20 de janeiro de 1916, com o objetivo de alcançar maior visibilidade e reconhecimento para a categoria.

Para se falar sobre a importância do farmacêutico no nosso dia a dia é só nos remetermos à pandemia que acometeu o mundo desde o final de 2019, na qual os farmacêuticos se tornaram peças-chaves na luta contra a covid-19 e um reforço importante à sociedade nas ações de prevenção e enfrentamento da doença, bem como o uso racional de medicamentos e na busca por soluções para o controle do vírus.

Facilmente consegue-se situar a população sobre o quanto o farmacêutico pode ser um grande aliado no cuidado com sua saúde ao fazer um tratamento de forma adequada, pois uma das atribuições do farmacêutico é prestar orientação ao cidadão sobre o uso correto e seguro dos medicamentos, o que inclui orientações a respeito de interações medicamentosas, alimentares, dosagens, sendo uma atribuição não outorgável do farmacêutico a garantia do uso racional de medicamentos.

Bem justificável a relevância dessa atribuição clínica quando se observa os dados assustadores referentes aos problemas no uso de medicamentos, pois eles representam 14,6% dos atendimentos de urgência/emergência, o que significa 4,8 milhões de atendimentos pré-hospitalares de urgência por ano, representando 9 atendimentos por minuto.

Outro fator importante é quando se observa as normas legais vigentes no que tange as atribuições clínicas, nelas destaca-se um objetivo muito claro que visa proporcionar cuidado ao paciente, família e comunidade, de forma a promover o uso racional de medicamentos e otimizar a farmacoterapia, com o propósito de alcançar resultados definidos que melhorem a qualidade de vida do paciente. Portanto, justifica-se o disposto na Lei 13021/2014 14 a qual preconiza que a população terá direito de ser atendida por um farmacêutico em qualquer local que tiver dispensação de medicamentos, inclusive nas farmácias públicas.

Só para ilustrar, salienta-se que os farmacêuticos estão presentes em todo o ciclo da saúde, da prevenção das doenças até o fim do tratamento. São 138 áreas de atuação conforme o Conselho Federal de Farmácia, como por exemplo em drogarias e farmácias, que além das prescrições farmacêuticas e dispensações de medicamentos, o profissional pode realizar os procedimentos sobre serviços farmacêuticos, que podem incluir outros tipos de cuidados que reforçam a importância do papel do farmacêutico na sociedade; na Indústria de alimentos é possível também exercer assessoramento, direção e outras responsabilidades técnicas sobre empresas de alimentos e dietéticos, bem como, no desenvolvimento de novos produtos alimentícios; em análises clínicas nos exames laboratoriais e toxicológicos e ainda garantir qualidade nas redes farmacêuticas — farmácia hospitalar, farmácia clínica, ozonoterapia, farmácia estética, acupuntura, medicina tradicional chinesa (MTC), plantas medicinais e fitoterapia, homeopatia, radiofarmácia, gerenciamento de resíduos de serviços de saúde (GRSS), óleos essenciais, farmácia veterinária, pesquisa clínica e suplementos alimentares.

Conforme descrito pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a missão da prática farmacêutica é prover medicamentos e outros produtos e serviços para a saúde e ajudar as pessoas e a sociedade a utilizá-los da melhor forma possível. Por conseguinte, o farmacêutico é o profissional responsável por promover o cuidado e a assistência farmacêutica do paciente.

Diante de todo esse panorama de atuação do farmacêutico, conclui-se que ele possui um papel social fundamental na vida do cidadão, independente da sua área de atuação.

*Amouni Mohmoud Mourad é docente de Bioquímica Metabólica, Atendimento Farmacêutico, Relação Farmacológica no Processo Terapêutico, Deontologia e Legislação Farmacêutica nos cursos de Farmácia, Fisioterapia e Ciências Biológicas do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Além disso, é Assessora Técnica do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP).

Sobre a Universidade Presbiteriana Mackenzie 

A Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) está na 71a posição entre as melhores instituições de ensino da América Latina, segundo a pesquisa Times Higher Education 2021, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação. Comemorando 70 anos, a UPM possui três campi no estado de São Paulo, em Higienópolis, Alphaville e Campinas. Os cursos oferecidos pelo Mackenzie contemplam Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado, Pós-Graduação Especialização, Extensão, EaD, Cursos In Company e Centro de Línguas Estrangeiras.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores