sábado , 2 julho 2022
Capa » Notícias » GAMP faz balanço dos serviços prestados no primeiro ano de gestão em unidades de saúde de Canoas

GAMP faz balanço dos serviços prestados no primeiro ano de gestão em unidades de saúde de Canoas

O Grupo de apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (GAMP) completou um ano como gestor das principais unidades de saúde de Canoas: Hospital Universitário (HU); Hospital de Pronto Socorro HPSC); Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Rio Branco e Caçapava e Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Amanhecer, Novos Tempos, Travessia e Girassóis. Neste período, o Grupo investiu em equipamentos e infraestrutura, implantou a Telemedicina e reativou serviço de saúde auditiva no HU.

Entre os principais projetos desenvolvidos está a reforma da maternidade e a recuperação do parque tecnológico do HU, pois muitos equipamentos se encontravam estragados quando o GAMP assumiu a gestão. “Reativamos o serviço de saúde auditiva do HU, que estava parado desde 2015, e estamos finalizando a reforma do quinto andar desse hospital, para oferecer às gestantes um ambiente mais acolhedor e confortável na hora de dar à luz. Também na nossa gestão, o serviço de hemodinâmica passou atender 24h, pois antes os pacientes eram atendidos apenas em horário comercial”, conta o superintendente regional do GAMP, Diego Bastos.

Ele destaca ainda que em serviços de referência no Estado, como a cirurgia bariátrica, triplicou o número de cirurgias realizadas. Na ortopedia, que atende 153 municípios, o número de cirurgias de média e alta complexidade também triplicou e aumentaram as assistências ambulatoriais.

Nas UPAs, devido à grande procura por consultas clínicas e de pediatria, o GAMP aumentou o número de médicos e enfermeiros. “Hoje, aliás, a UPA Rio Branco tem um índice de satisfação de usuários de 95%”, frisa Bastos. “Nesse ano passamos a oferecer ainda novos exames, que antes não podiam ser realizados nas nossas unidades de saúde, como o eletroencefalograma de sono e vigília e o eletroneuromiografia, que atendem os pacientes com problemas neurológicos com o que há de mais moderno”, ressalta o gestor.

Além da melhoria na assistência direta à população, Bastos fala sobre o investimento em infraestrutura: “Fizemos reparos nos pavimentos do subsolo, térreo e segundo andar, na farmácia e no almoxarifado. O telhado foi recuperado e os elevadores, consertados. Foi inaugurada uma nova Central de Acolhimento e instalada uma Central de Monitoramento. O controle de acesso ao HU agora é feito por meio de catracas, que garantem maior segurança a todos”.

No HPSC, que é referência em trauma para 153 cidades, os atendimentos de emergência foram priorizados, com aumento da equipe, sem deixar de lado o suporte aos canoenses, que buscam a unidade para outras demandas.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores