quinta-feira , 5 dezembro 2019
Capa » Notícias » Cellera Farma firma parceria para a representação de medicamentos Janssen no Brasil

Cellera Farma firma parceria para a representação de medicamentos Janssen no Brasil

Marcas conhecidas do público, como Motillium, Imosec e Concerta, encorpam portfólio de tratamentos para doenças gastrointestinais e do sistema nervoso central distribuído pela farmacêutica brasileira.

São Paulo, novembro de 2019 – A Cellera Farma passa a distribuir 12 dos medicamentos produzidos no Brasil pela Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson. A Cellera já trabalha com 46 medicamentos, dos quais 14 vendidos sob prescrição. Com os produtos Janssen, os prescritos somam agora 26 marcas.

“Tomaríamos muito tempo se tentássemos construir um portfolio de produtos tão extenso e de tanta qualidade crescendo apenas organicamente”, diz o presidente da Cellera e também do Sindusfarma, entidade mais representativa das empresas do setor, Omilton Visconde Júnior. “Com essa carteira de produtos, mudamos a ordem de grandeza da nossa operação e nos consolidamos como uma plataforma de negócios no setor farmacêutico.”

Como representante exclusiva no país de CONCERTA®,  HALDOL®, INVEGA®, REMINYL®, RISPERDAL®,  RISPERDAL CONSTA®, STUGERON®, TOPAMAX®, , IMOSEC®, MOTILIUM®, MYLICON® e  PARIET® – a Cellera Farma implementará novas abordagens de go-to-market para esses produtos no Brasil. Isso inclui estratégias de marketing, educação médica, comercialização direta para distribuidores e abastecimento de todo o mercado nacional.

O alargamento do canal de relacionamento com essas especialidades médicas deve levar a Cellera a romper a linha dos R$ 400 milhões anuais de faturamento anual já em 2020. Isso põe a companhia na trilha para alcançar o patamar de R$ 1 bilhão de faturamento bruto, em cinco anos.

Sobre a Cellera Farma

Resultado da aquisição, em 2017, da Delta Farmacêutica e da MIP Brasil Farma pela Principia Capital Partners, em parceria com os sócios Omilton Visconde Júnior e Marcel Visconde, a Cellera saltou 71% no primeiro ano e tem estimativa de crescer 30% neste ano. Esse crescimento é resultado da execução de uma estratégia que visou agregar valor ao portfólio adquirido inicialmente com a aquisição de medicamentos já conhecidos do mercado, como o antidepressivo tricíclico Pamelor, da Novartis, e o Benerva, da Bayer, para quadros de deficiência de vitamina B1.

Já no segundo semestre deste ano, a Cellera lançou uma parceria com uma empresa dinamarquesa e trouxe duas terapias para osteoartrite e osteoporose, o Joint (Litholexal) e o Bone (Litholexal).

Sobre Omilton Visconde Jr.

Omilton começou sua carreira em 1984, como sócio e fundador da Biosintética Farmacêutica, em São Paulo. A presidiu por oito anos, até sua venda para o Grupo Aché, em 2005. Sob sua gestão, a Biosintética se tornou uma das maiores indústrias farmacêuticas do Brasil e está entre as três maiores empresas de medicamentos genéricos. De 2006 a 2009, foi sócio diretor da Prevsaúde, primeira empresa brasileira em Gestão de Benefício Farmacêutico. Omilton fundou também a Segmenta Farmacêutica (2007-2011), que conduziu à liderança em soluções parenterais de grande volume (SPGV) no Brasil, até a venda para o Grupo Eurofarma, em 2010. Além da Cellera Farma, preside atualmente também o Sindusfarma. É formado em Administração de Empresas pela PUC-SP, e tem MBA pela University of Pennsylvania – Programa de MBA da Wharton e especialização em Global Business pelo IMD.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores