segunda-feira , 15 agosto 2022
Capa » Notícias » Venda de antidepressivos cresce 11% no primeiro bimestre

Venda de antidepressivos cresce 11% no primeiro bimestre

Segundo dados levantados pela InterPlayers entre março/2021 e fevereiro/2022 a alta média foi de 13% no Brasil 

Antidepressivos 

Levantamento feito pela InterPlayers, o hub de negócios da saúde e bem-estar, mostra que as vendas de antidepressivos tiveram aumento de 11% no primeiro bimestre de 2022 em comparação com igual período de 2021. A pesquisa também revela que São Paulo foi a unidade da Federação com maior contribuição para esse aumento registrado nos meses de janeiro e fevereiro: 17%. Na outra ponta, Acre registrou recuo de -13% nas vendas de antidepressivos nos dois primeiros meses de 2022. 

Levantamento feito pela InterPlayers, o hub de negócios da saúde e bem-estar, mostra que as vendas de antidepressivos tiveram aumento de 11% no primeiro bimestre de 2022 em comparação com igual período de 2021. No entanto, em um ano, o crescimento foi superior, de 13%, comparando o período de março/21 a fevereiro/22 com os 12 meses anteriores, ou seja, março/20 a fevereiro/21. 

A pesquisa da InterPlayers revela que SP, MG E RJ, foram os estados que lideraram as vendas deste tipo de medicamento. São Paulo foi a unidade da Federação com maior aumento registrado nos meses de janeiro e fevereiro: 17%. No período de 12 meses, a alta chegou a 16%. Em segundo lugar, vem Minas Gerais, com crescimento de 8% no primeiro bimestre e de 12% em um ano, e em terceiro, o Rio de Janeiro com aumento de 9% nos dois períodos de comparação. 

Na outra ponta, o Acre registrou o pior desempenho com recuo de 13% nas vendas de antidepressivos nos dois primeiros meses de 2022. Foi o único estado do país a apresentar variação negativa no período. Na comparação anual, porém, houve alta de 2%. 

Assim como em outras situações, a pandemia do coronavírus pode estar relacionada com o aumento médio das vendas de antidepressivos. Estudo recente da Universidade de São Paulo (USP) conclui que existe uma alta prevalência de déficits cognitivos e transtornos psiquiátricos em pacientes que se recuperaram de formas moderadas ou graves da covid-19. “Além disso, há o fato de que muitas consultas foram canceladas em 2020 e retomadas em 2021. Assim, muitas receitas que deveriam ser emitidas naquele ano foram emitidas depois e isso também pode ter influenciado”, analisa Ilo Souza, gerente de inteligência comercial da InterPlayers. 

Medicamentos antidepressivos 

Crescimento comparando janeiro e fevereiro/21 com janeiro e fevereiro/22 (YTD): 11%.

Crescimento nos últimos 12 meses (março/21 a fevereiro/22), comparado ao mesmo período no ano anterior (VARIAÇÃO MOVEL): 13%. 

*Foi considerado dados de valores. 

Estados que apresentaram maior contribuição para o aumento (SP, MG e RJ) e queda (AC).  

UF  VAR YTD   VAR MOV  
SP 17% 16% 
MG 8% 12% 
RJ 9% 9% 
AC -13% 2% 

 
Fonte: InterPlayers 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores