terça-feira , 28 junho 2022
Capa » Notícias » Saúde movimenta R$ 20 bilhões e é foco de investidores

Saúde movimenta R$ 20 bilhões e é foco de investidores

Brasil registrou 150 transações desde o começo de 2021 até agora; além de grandes fusões, investimento em healthtechs também está alta

Nos dois últimos anos marcados pela pandemia, o setor de saúde ganhou destaque e importância também no mercado financeiro: o setor liderou o ranking de fusões e aquisições e reuniu as maiores operações de compra de empresas no Brasil – a mais recente, a compra da SulAmérica pela Rede D’or. Do início de 2021 até agora, foram cerca de 150 transações, que movimentaram mais de R$ 20 bilhões.

Outro área do setor que vem atraindo investimentos é o das healthtechs. Em 2021, só no Brasil, foram mais de US$ 530 milhões investidos, mais que o dobro em relação a 2020, segundo report da Distrito. No mundo todo, outro recorde – os investimentos somaram US$ 621 bilhões, de acordo com a CB Insights. Uma dessas empresas que recebeu aporte no período foi a Suprevida, marketplace que conecta pacientes de todo o Brasil a fornecedores de produtos, serviços e informações de saúde. “O ano de 2021 foi de grandes desafios e evoluções no setor. Um período no qual a pandemia continuou a moldar o comportamento dos consumidores, pacientes e cuidadores, que buscaram ampliar e qualificar suas rotinas de cuidados em casa. Em 2022, veremos o amadurecimento das startups desse setor, que precisam agora se consolidar no mercado”, afirma Rodrigo Correia da Silva, CEO e fundador da Suprevida.

Com os R$ 4 milhões levantados na rodada, finalizada em novembro de 2021, a startup – uma das 10 apostas da Distrito para 2022 – vem ampliando seus serviços e rede para os vendedores, aumentando a divulgação para os compradores, além de melhorias da plataforma de sustentação do ecossistema e testes para inovação e geração de valor para o público. Tudo isso para ampliar o acesso à saúde, cuidado e bem-estar; e o empoderamento dos consumidores de todo o Brasil no autocuidado domiciliar. A empresa fechou 2021 com alta de 175% em GMV e de 59% em acessos ao site, alcançando mais de 1,4 mi de visitantes.

A pandemia potencializou o e-commerce de saúde, transformando os sites de vendas de produtos em verdadeiros hubs. E os números de janeiro confirmam que a boa fase de investimentos segue em 2022: segundo a Distrito, as healthtechs foram o quinto setor de startups que mais receberam investimentos em janeiro desse ano, com US$ 10,9 milhões investidos. “As healthtechs estarão no foco dos investidores este ano, pois provamos que é possível ser uma empresa da área de saúde com rentabilidade mesmo diante das dificuldades do setor, que é extremamente regularizado”, finaliza o CEO.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores