quinta-feira , 26 novembro 2020
Capa » Home » Parceria que deu certo: empresas do segmento da construção civil realizam reforma na DFL
Parceria que deu certo: empresas do segmento da construção civil realizam reforma na DFL
Fotos: Divulgação DFL

Parceria que deu certo: empresas do segmento da construção civil realizam reforma na DFL

Com equipe própria e especializada, Monthac executou projetos de arquitetura de Salas Limpas

A Monthac, em parceria com a Marca Projetos e a Tektos, realizou uma reforma de sala limpa para o cliente DFL. Localizada no Rio de Janeiro, a DFL possui 80 anos de mercado e é uma representante nacional da indústria americana e europeia especializada em Odontologia.

Corredor do laboratório de microbiologia.

O projeto multidisciplinar foi executado em parceria com outras empresas do segmento da construção civil e instalações. A principal necessidade do cliente era a urgência nos prazos. A projetista e consultora Leila Mello, responsável pela seleção dos parceiros, conta que o principal critério foi a qualidade dos trabalhos já executados e principalmente a flexibilidade em adequar todas as interfaces. “Precisávamos de parceiros que entendessem essa exigência e nos ajudassem a encontrar soluções. A Monthac, assim como as outras empresas, foi escolhida exatamente por isso”, explica.

Apesar de todos os desafios, Leila destaca o trabalho realizado. “Conseguimos entregar um projeto de qualidade e atendendo a expectativa do cliente. O nosso objetivo é estender a parceria”, completa.

A Tektos Projetos e Obras foi a empresa responsável por gerenciar todas as disciplinas. De acordo com o arquiteto Jorge Vasconcelos, a parceria com a Monthac foi muito importante do início ao fim da obra. “No processo de montagem conseguimos ver o rigor da produção. A equipe é muito bem treinada e caprichosa no serviço.”

A reforma foi concluída no último dia 6 de agosto e abrangeu: vestiários e sanitários (reforma e expansão), laboratório de microbiologia (reforma e expansão), anestésico semi-Sólido (deslocamento para outro piso – expansão), embalagem de anestésicos injetáveis (melhoria), área de resíduos (melhoria e expansão) e Central de Água Gelada (nova área).

Benzotop: antecâmara da Sala Limpa.

O diretor de Operações da DFL, Vitor Pereira, conta que a obra teve como objetivo atender com mais qualidade os colaboradores, ampliar e setorizar algumas áreas da empresa. Ele destaca os benefícios alcançados. “O processo de paramentação foi otimizado com a reforma dos vestiários. Todos os medicamentos podem agora ser produzidos em um único piso por conta da reforma da área de anestésicos semi-sólidos. As demais áreas ampliadas e setorizadas garantem maior conforto e organização aos ambientes fabris”, afirma.

Arquitetura de Salas Limpas

A Monthac foi a responsável por executar a parte de arquitetura de salas limpas. Para atender aos prazos solicitados, a empresa já possuía em estoque todo o material necessário para o início da reforma. Em contrapartida, entre os meses de março e maio, o Rio de Janeiro estava enfrentando o auge da pandemia da Covid-19 e a obra foi paralisada.

Antônio Carlos Macedo Araújo, Diretor de Contratos e Projetos, conta que esse momento exigiu muita responsabilidade da gerenciadora e das empresas envolvidas. Para evitar a aglomeração dos colaboradores, a obra foi retomada aos poucos e por etapas. “Entramos com a fase de salas limpas com quase 80% das demais interfaces finalizadas. Mesmo com essa intercorrência, conseguimos trabalhar com um prazo extremamente agressivo.”

O projeto envolveu diversos produtos e exigências de um ambiente controlado. Desde a instalação de forros e divisórias no padrão farmacêutico, portas simples, duplas e de correr com sistemas de intertravamento, bancos de pulo, mobiliários em Inox, instalação e ativação de pass-through’s.

Vestiário

Especializada em projetos turn key, Araújo explica que a Monthac participou efetivamente de todas as etapas, de acordo com ele essa é uma atitude extremamente importante em um projeto multidisciplinar. “Por se tratar de um ambiente já existente, foi uma reforma complexa em uma área otimizada, mas a equipe de engenharia da Monthac e os demais encarregados de obra estavam instruídos a resolverem com rapidez e eficácia todas as intercorrências. Isso só foi possível pois todos estavam bem alinhados e gerenciados”, completa.

 Sistema de Climatização

Quanto ao sistema de HVAC, foi realizado um refrotif da atual área de laboratórios de apoio (microbiológico e testes) e produção semi-sólidos (BENZOTOP).  As necessidades do cliente foram interpretadas pela projetista e consultora Leila Mello, que atribuiu os requisitos do usuário e da viabilidade de execução da obra em tempo “recorde,” e ao mesmo tempo com a fábrica em operação.

“As áreas foram definidas com classes diversas de limpeza (CNC, D, C, B), com novo layout, exigindo sistemas de HVAC totalmente novos e dedicados. Esta solicitação também exigiu a complemento de demanda da geração de água gelada, em que fornecemos a ampliação da CAG em mais do que o dobro da atual (de 140 TR para mais um Chiller de 250 TR)”, explicou Renato Cesar Gimenes, diretor da CACR.  “O sucesso da operação foi baseado no relacionamento ‘síncrono’ com o cliente, a gestora do projeto geral (Marca) e com o relacionamento entre os fornecedores (arquitetura, civil, elétrica, etc)” acrescenta.

Gimenes descreve o sistema de HVAC instalado e os serviços prestados pela empresa:

  • Ampliação da CAG com Chiller e novas moto bombas (250 TR) e integração com a existente (140 TR) e todo caminhamento de distribuição novo;
  • 05 (cinco) novos sistemas de HVAC, dedicados por áreas e zonas de aplicação (laboratório, produção, embalagem, geração WFI), composto por AHU`s , completas com RD, RHAG, QE´s ( IF Rockwell) e automação (Rockwell) com PLC`s funcionando no formato “stand alone” e com disponibilidade para integrar um BMS (Futuro);
  • Áreas do laboratório de micro e testes, (B, C) com caixas de filtragem terminal com H13 e selagem por gel, shaft´s de retorno.
  • Áreas de produção e embalagem (CNC, D) com filtros nos equipamentos, insuflamento e retorno pelo teto.

Serviços de Elétrica

A EJH foi a responsável pela execução dos serviços de elétrica em geral e a rede de dados, desenvolvimento do projeto e da implantação da obra do novo laboratório.

Com base na arquitetura, a empresa desenvolveu os projetos detalhados de distribuição de potência, instalações elétricas, cálculo luminotécnico dos ambientes e redes de voz e dados, visando propor uma solução adequada e que representasse o melhor custo-benefício para o cliente. Segundo a empresa, todos os projetos foram desenvolvidos atendendo as normas técnicas em vigor NR-10, NR-12, NR-35 e NR-18.

O maior desafio do projeto, de acordo com Júlio Vieira Araújo, diretor da empresa, foi a solução implementada para atender ao novo sistema de ar condicionado. “Com base no diagrama unifilar atualizado, desenvolvemos a solução para atender ao novo chiller de 250 TR’s previsto no sistema de ar condicionado. Com isso remanejamos cargas visando a liberação do disjuntor geral existente no quadro e instalamos um transformador 220/380V – 500 kVA para suprir esta demanda”, explica.

Quanto à execução, o maior desafio foi atender às demandas definidas no projeto e ajustar as necessidades da falta de espaço existentes na obra.

Permitida a reprodução parcial ou total desde que citada a fonte 2A+ Farma com link para esta página. A não inclusão desta informação com link implicará nas medidas legais previstas em lei.

Galeria de fotos (clique nas imagens para visualizá-las):

 

 

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores