quinta-feira , 18 julho 2024
Capa » Notícias » Inovação, tecnologia em saúde e planejamento estratégico são palavras-chave para os próximos quatro anos da Anvisa

Inovação, tecnologia em saúde e planejamento estratégico são palavras-chave para os próximos quatro anos da Anvisa

Mais um marco para os 25 anos da Anvisa: o evento “Estratégia em ação”, que foi realizado na semana passada com o propósito de divulgar o novo Plano Estratégico da Anvisa para os próximos quatro anos, além de estimular o uso intensivo de dados e o desenvolvimento de pessoas para o futuro, com foco em inovações e tecnologias na área da saúde. Estamos falando de um encontro de fundamental importância para a compreensão e a aplicação do tema e também de uma oportunidade ímpar para a troca de experiências a respeito da inovação e do uso da inteligência artificial.  

Durante os dois dias do evento (14 e 15/3), os participantes tiveram a oportunidade de refletir sobre as novas diretrizes estratégicas da Anvisa e os conceitos relacionados à inovação e à tecnologia em saúde aplicados ao desenvolvimento de projetos e iniciativas que contribuem para o alcance da estratégia e do fortalecimento das práticas gerenciais.  

“Os tempos são outros e não temos mais como antever, com alguma antecedência e algum grau de certeza, as rotas ou tempestades onde iríamos navegar ou enfrentar. A velocidade das mudanças está cada vez maior e nós não podemos jamais prescindir da responsabilidade de idealizar e definir objetivos para o futuro. Uma instituição sem estratégia está à deriva e fadada aos acontecimentos do momento. No ano em que a Anvisa completa seu 25º aniversário, tenho a satisfação de anunciar que temos um plano para o futuro”, afirmou o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. 

A diretora Meiruze Freitas destacou a importância da Agência no dia-a-dia das pessoas com entregas para toda a população brasileira. Lembrou que estamos em um mundo cada vez mais tecnológico, que vai nos exigir conhecimentos diferenciados e foco em inovação. “Precisamos trabalhar em rede, integrados”, disse a diretora.

Direcionamento 

No primeiro dia, as apresentações tiveram como objetivo inspirar os servidores a adotar as inovações em sua prática diária. No segundo dia de evento, foram apresentados os projetos em andamento e as propostas de projetos para 2024-2027, a partir do novo direcionamento estratégico da Anvisa.  

O novo direcionamento estratégico foi aprovado pela Diretoria Colegiada para o respectivo ciclo e, de acordo com o diretor Daniel Meirelles, é absolutamente necessário. “O sucesso de nossas ações depende de um planejamento bem-feito, participativo, democrático e alinhado aos objetivos e missões da Anvisa”, afirmou o diretor. 

Vale ressaltar que o evento deu mais um passo para o aprimoramento de práticas de governança e gestão, contribuindo com a divulgação e o entendimento do novo Plano Estratégico e dos projetos relacionados ao desenvolvimento de profissionais para o futuro e ao uso intensivo da inteligência de dados.  

Plano Estratégico   

O Plano Estratégico (PE) 2024-2027 da Anvisa sinaliza os compromissos atuais e futuros da Agência. Ele estabelece objetivos que refletem suas atribuições essenciais, os desafios e as tendências que podem impactar a forma como a regulação sanitária é realizada no país. Seu ponto de partida foi a instituição de uma agenda estratégica pautada nos valores públicos de segurança sanitária, de promoção de acesso a serviços e produtos de saúde de qualidade, de aprimoramento da confiança e da previsibilidade no ambiente regulatório, além da disponibilização de informação para autonomia e cidadania em saúde.  

A construção do PE foi realizada a partir de um amplo diagnóstico institucional, que envolveu a participação de servidores e colaboradores da Agência e representantes externos. Entre suas principais características, estão a clareza, a simplicidade e a potência comunicativa. Esses atributos, aliás, norteiam os sete objetivos estratégicos que foram traçados. São eles: (1) viabilizar o acesso seguro a produtos e serviços essenciais para a saúde da população; (2) contribuir para o desenvolvimento no país de novas tecnologias promissoras na área de saúde; (3) antecipar e responder efetivamente às crises sanitárias e emergências de saúde pública; (4) empoderar as pessoas com informações para fazer as melhores escolhas em saúde; (5) obter reconhecimento como autoridade sanitária de referência internacional; (6) promover o uso intensivo de dados; e (7) desenvolver pessoas para o futuro.  

O diretor Rômison Mota destacou, durante o evento, os objetivos 6 e 7. Segundo ele, sem o uso de dados e sem pessoas, as instituições, sejam públicas ou privadas, não sobrevivem: “O uso de dados não substitui as pessoas e as pessoas não substituem o uso de dados. Precisamos, então, trabalhar o que há de melhor nesses dois ativos para conduzir a Agência para o futuro que esperamos nos próximos 25 anos”. 

Já a diretora Danitza Buvinich falou sobre a importância da atividade para a construção de iniciativas futuras e do desenvolvimento da Anvisa. Ela também mencionou a visão de futuro da Agência, definida no Plano Estratégico, de ser uma instituição inovadora e confiável, afirmando que isso “é quase impossível sem passar pela discussão da inteligência artificial, dados e pessoas”. Finalmente, ela enfatizou a relevância da integração entre as áreas da Anvisa e da união de esforços “nesse momento em que a gente passa por uma dificuldade bastante grande de redução do nosso quadro de pessoal”.  

Acesse aqui o Plano Estratégico 2024-2027.  

Fonte: Anvisa

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores