segunda-feira , 4 julho 2022
Capa » Notícias » Ferring promove equidade de gênero entre seus colaboradores

Ferring promove equidade de gênero entre seus colaboradores

Com uma cultura de respeito e inclusão, mulheres que trabalham na biofarmacêutica relatam a sensação de segurança por meio de políticas e processos instituídos no ambiente de trabalho, que vão desde mecanismo de alerta para um possível caso de assédio a preservação da sua fertilidade

São Paulo, maio de 2022 — A busca pela equidade de gênero nas empresas passou a ser uma discussão mais presente nas mesas de reunião na última década. Por meio de movimentos sociais e de mulheres corajosas que decidiram levantar essas questões, a equidade não serve apenas para garantir os mesmos direitos, há a necessidade de um processo de desconstrução de muitos conceitos que habitam nossa sociedade há anos.

Por exemplo, uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019, mostrou que as mulheres receberam 77% dos salários dos homens. Em cargos de gestão, como diretores e gerentes, a discrepância é ainda maior: 61,9%. Considerando que este foi um período pré-pandemia, a situação fica ainda mais alarmante. Um relatório do Fórum Econômico Mundial (WEF, em inglês) indica que a pandemia de COVID-19 atrasou em 136 anos a paridade de gênero.

Felizmente, algumas empresas já fizeram dessa desconstrução uma cultura permanente, que se autofiscaliza e que promove essa equidade de forma natural. É o caso da Ferring Pharmaceuticals, que tem em seu quadro de colaboradores uma maioria feminina que decide e se coloca em pé de equidade com seus colegas homens. Dos cargos de liderança, oito posições (50%) são ocupados por mulheres.

“É claro que existe hierarquia na empresa, mas a Ferring dá a possibilidade de estar de igual para igual com diretores e presidente independente de ser homem ou mulher. Há muito respeito pela construção de cada um na empresa. Aqui existe um ambiente bastante inclusivo. Me sinto confortável e segura diante dos meus pares para me colocar, expor ideias, discordar quando é necessário”, conta Marcela Poli, gerente de produtos da Ferring.

Na empresa, não há diferença entre os salários, o que contraria a situação da maior parte do mercado de trabalho brasileiro. O Relatório Global sobre a Lacuna de Gênero do Fórum Econômico Mundial revela que em um ranking de 150 países, o Brasil é o 130º colocado quando se trata de igualdade salarial entre homens e mulheres que exercem a mesma função.

Mesmo assim, essa maioria de mulheres na Ferring é também um reflexo do mercado brasileiro. De acordo com o IBGE, 54,5% das mulheres brasileiras integram a força de trabalho do país, 15% a mais do que a porcentagem mundial. E por mais que a história e a Constituição Brasileira garantam conquistas, ainda existem muitos desafios e problemas a serem ultrapassados.

“A gente vê muitas empresas adotando políticas de equidade, mas muitas ficam apenas na teoria. Na Ferring a gente tem realmente espaço de fala, temos que não somente sermos valorizadas financeiramente, mas temos que ter esse espaço de respeito. Somos chamadas para todos os fóruns, não há distinção, há espaço para crescimento, e isso é fruto de uma cultura não de uma política somente”, diz Leandra Balsamao, representante de reprodução humana, da Ferring.

O assédio moral e sexual também é um grande problema dentro do mercado. De acordo com o Instituto Patrícia Galvão e Locomotiva, 76% das mulheres reconhecem já terem sofrido um episódio dessa natureza no ambiente onde trabalham. “Já passei por uma situação desse tipo em outra empresa e na Ferring isso não tem espaço, aqui temos inclusive um mecanismo de proteção chamado ‘Alert Line’ que habilita qualquer denúncia”, acrescenta Leandra.

O “Alert Line” é um sistema internacional da Ferring totalmente anônimo para denúncias de compliance, discriminação, racismo e etc. Ao ingressar na empresa todos os funcionários recebem as diretrizes do programa sobre como realizar denúncias, caso tenha alguma necessidade se ele não se sentir à vontade de reportar direto ao gestor e/ou ao RH da empresa.

“Se me olhassem de uma forma diferente eu nem aceitaria trabalhar na Ferring. Sempre me coloquei nesse aspecto e se fosse necessário, falaria com a pessoa que estivesse sendo preconceituosa de alguma forma. Aqui na Ferring nunca precisei fazer isso”, diz a Accounting & Reporting Manager,Thays Candido Pereira Calegari, na empresa há cinco anos.

A equidade de gênero diz respeito a uma tentativa de reparação histórica que visa eliminar toda e qualquer discriminação contra a mulher, a fim de estabelecer a igualdade entre homens e mulheres com base no reconhecimento das necessidades e características próprias de cada gênero, especialmente em relação às desvantagens e vulnerabilidades que as mulheres enfrentam enquanto grupo. O diálogo é necessário. “A Ferring promove esse ambiente que busca ser o mais equalitário possível, a gente ainda tem coisas para fazer, todos sabemos disso, mas estamos no caminho certo”, finaliza Thays.

Congelamento de óvulos

A Ferring Pharmaceuticals possui um programa de informação chamado “Gravidez na Minha Hora”, que visa auxiliar as mulheres que desejam escolher com autonomia e tranquilidade o melhor momento para engravidar, independentemente da faixa etária e do seu do seu “relógio biológico”, sempre com foco no poder de escolha, por meio do congelamento de óvulos.

Para as mulheres que trabalham na empresa, a Ferring subsidia todo o processo de congelamento de óvulos e a partir de julho deste ano o programa será ampliado para parceiras de qualquer funcionário da empresa, que cobre os custos do especialista e das medicações necessárias durante o processo. Sobre a Ferring

A Ferring é um grupo biofarmacêutico especializado, líder em medicina reprodutiva e saúde materna, gastroenterologia e urologia. Desde 1950, a companhia tem como compromisso ajudar pessoas a construir famílias e a terem uma vida melhor, por meio de soluções inovadoras, desenvolvimento de novas terapias e gerenciamento de ciclo de vida.

Com aproximadamente 6.500 funcionários em 56 países, além da distribuição em 110 países, a empresa global trabalha arduamente para fornecer soluções de saúde personalizadas, integrando produtos farmacêuticos com diagnósticos, dados, dispositivos, educação e serviços de suporte para otimizar os resultados de saúde, sempre orientada pela ciência e confiança no poder da pesquisa.

Com seu comprometimento na causa humana, a Ferring conta com uma responsabilidade social ampla que conduz os negócios de uma forma que maximize os impactos positivos nas comunidades que atua, com iniciativas que possam fazer a diferença na saúde e na qualidade de vida das pessoas, hoje e amanhã, por meio de parcerias e compartilhamento de conhecimento, como a colaboração com organizações no combate à mortalidade materna.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores