sexta-feira , 3 dezembro 2021
Capa » Notícias » Estudo revela a importância das políticas públicas para o desenvolvimento de biotecnologia

Estudo revela a importância das políticas públicas para o desenvolvimento de biotecnologia

Levantamento realizado pela Fuqua, escola de negócios da Duke University (EUA), mostrou que investir no setor é fundamental para combater não só a Covid-19, mas também outras doenças negligenciadas

A pandemia COVID-19 mostrou que investir na prevenção e tratamento de doenças infecciosas é fundamental para reduzir mortes e manter as atividades econômicas. Um estudo realizado pela Fuqua Business School, a escola de negócios da Duke University (EUA), uma das mais importantes do mundo, mostrou a necessidade criar políticas que incentivem as empresas farmacêuticas a investirem em tratamentos ou vacinas para doenças consideradas negligenciadas, como Chagas, Dengue e Leishmaniose.

O autor da pesquisa, professor norte-americano David Ridley, deu como exemplo o Voucher de Revisão de Prioridade, um sistema de incentivo às farmacêuticas lançado em 2007 nos Estados Unidos para desenvolver vacinas e tratamentos contra doenças, que, de outra forma, não seriam abordadas, pois estão relacionadas a nações pobres, com pouco retorno financeiro ou fora da realidade dos países de primeiro mundo. Isso explica porque os Estados Unidos lideram a pesquisa e desenvolvimento de novas drogas e vacinas, inclusive para doenças muito mais comuns em países de clima tropical, como o nosso, do que no próprio país de origem da medicação.

Isso foi muito positivo, citando como exemplo tratamentos contra a Chagas Pediátrica. De acordo com Ridley, esse incentivo foi fundamental. “Todas as empresas participantes afirmaram que o sistema de Voucher foi um fator essencial nas decisões de desenvolvimento de medicamentos”, afirma.

Esse é um cenário totalmente oposto ao brasileiro. Segundo a Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), o Brasil não tem País não tem parque de tecnologia que possa suprir a carência que possui. Ainda segundo a SBMT, o Brasil atualmente não tem uma política clara em setores estratégicos, sendo que no passado até impulsionou o desenvolvimento de vacinas, mas atualmente todo o investimento na área de pesquisa e desenvolvimento foi reduzido.

Os países que estão conseguindo produzir as vacinas, inclusive dos países em desenvolvimento do BRICS, China, Índia e Rússia, são aqueles que tem uma política de investimento nestes setores estratégicos, inclusive na Biotecnologia.

Cadastre-se para receber as matérias também via WhatsApp

Portais de Notícias 2A+

Conteúdos exclusivos, matérias, entrevistas, artigos, eventos e muito mais todo dia, a qualquer momento, para fazer de você o seguidor melhor informado.

Jornalismo feito por Jornalistas.

Integramos os elos entre a indústria, os fornecedores, o varejo e o consumidor. A Qualidade que seleciona seguidores de Qualidade.

Os fornecedores que prestigiamos são os nossos anunciantes.

Faça network com o mercado, não disperse tempo e dinheiro, anuncie conosco. Quem tem poder de decisão está nos Portais 2A+. 

The best way to access the Brazilian life sciences industry market.

 

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores