domingo , 21 julho 2024
Capa » Notícias » Crescimento do e-commerce farmacêutico no Brasil impulsiona investimentos em aplicativos

Crescimento do e-commerce farmacêutico no Brasil impulsiona investimentos em aplicativos

Brasil é o terceiro maior mercado farmacêutico mundial, atrás apenas da Alemanha e dos Estados Unidos

São Paulo, julho de 2024 – O mercado brasileiro de e-commerce farmacêutico continua a crescer de forma impressionante, com faturamento de quase R$3 bilhões apenas no primeiro trimestre do ano passado. Este crescimento ressalta a importância do mobile commerce, que desde 2018 já ultrapassou o desktop como a principal plataforma de compra.

Entre os setores em ascensão no e-commerce, de acordo com uma pesquisa da IQVIA Brasil, desde o início da pandemia no Brasil, em 2020, o setor farmacêutico tem se destacado. Cenário em que o Brasil aparece como o terceiro maior mercado mundial, atrás apenas da Alemanha e dos Estados Unidos. A pesquisa também revelou que 18% dos consumidores brasileiros compram medicamentos exclusivamente online e outros 20% até preferem pesquisar nas lojas físicas, mas finalizam a compra online.

“No que tange a medicamentos, por exemplo, um consumidor que sabe a marca ou genérico que pretende comprar, o diferencial acaba sendo a praticidade e os preços da compra online, aumentando a recorrência e fidelizando o cliente”, afirma Bruno Bulso, COO e cofundador da Kobe Apps. “Os consumidores buscam cada vez mais conveniência e segurança, e os aplicativos móveis atendem perfeitamente a essas demandas.”

Nesse cenário, a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM) projeta que as vendas no e-commerce no Brasil ultrapassem um trilhão de reais entre 2024 e 2028. “Os consumidores valorizam cada vez mais conveniência e segurança, e os aplicativos atendem perfeitamente a essas demandas ao ofertarem preços menores, cupons de desconto, entregas agendadas, programas de recorrência e, além disso, criando um relacionamento com os consumidores através de push notifications,” comenta Bruno.

O impacto positivo dos aplicativos móveis também foi evidente na Black Friday de 2023, onde as vendas via apps nativos cresceram 12% em relação ao ano anterior, resultando em um faturamento total de R$ 5,2 bilhões no e-commerce. Um exemplo notável é a rede gaúcha Farmácias São João, que registrou 45% de suas vendas através de seu novo aplicativo, desenvolvido pela Kobe Apps em parceria com a VTEX. O aplicativo, totalmente customizado com campanhas promocionais, demonstrou como a tecnologia pode ser alavancada para aumentar as vendas durante períodos de alta demanda.

“Estamos entusiasmados com o futuro do e-commerce farmacêutico e comprometidos em continuar desenvolvendo soluções que atendam às necessidades dos consumidores e impulsionem o crescimento das marcas,” conclui Bulso.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores