segunda-feira , 4 julho 2022
Capa » Notícias » Como vender mais em 2022?

Como vender mais em 2022?

Empresas que desejam se destacar precisam estar em constante busca de inovação

Vivemos uma recessão que pegou o mundo de surpresa desde 2020, devido à pandemia do novo coronavírus. A boa notícia é que, com organização e planejamento, é possível continuar crescendo e atrair novos clientes e/ou investidores. “Costumo dizer que, no Brasil, temos dois tipos de crise: a real e a do senso comum. A crise trazida pela pandemia é real e afeta a todo mundo. A do senso comum faz parte da história brasileira, desde que nos entendemos como nação. Vamos falar então da crise real. Sim, ela existe, mas é potencializada pela crise de formação profissional continuada e falta de planejamento dentro das organizações”, explica  o Educador Corporativo, Weber Abras.

É muito raro encontrarmos uma empresa comprometida e focada em desenvolver seus colaboradores com foco no seu negócio. Tão difícil quanto, é encontrarmos organizações com um planejamento claro, um plano estratégico para o ano ou para os próximos três ou cinco anos. “Venda é um processo e, como todo processo, precisa de planejamento, controle, gestão. É exatamente nesses momentos de crise real que uma empresa precisa saber claramente quais os mercados ou segmentos de mercado são os mais promissores para o seu negócio”, acrescenta.

Líderes são influenciadores de comportamentos. Se eles forem os primeiros acometidos pelo vírus da recessão como desculpa, isso é repassado para toda a equipe de forma avassaladora. Isso não significa que o líder deve fingir que nada está acontecendo, mas ele deve assumir uma postura que engaje a equipe na busca de alternativas.  “Na minha opinião, o primeiro erro de um líder é permitir que a recessão se torne a principal desculpa para que não se atinja os resultados planejados. O segundo erro mais comum é o de não revisar o que foi planejado. Qualquer processo de perda de mercado requer dos gestores ações de contramedida capazes de reverter algumas situações de perda”, revela o palestrante.

Motivação

Para motivar a equipe, um líder precisa estar motivado, ou seja, ter foco nas suas metas pessoais, naquilo que é a realização do seu trabalho e na sequência, prover o mesmo a todos a quem comanda. O trabalho passa a ter sentido quando se tem uma meta pessoal que se relaciona diretamente com uma meta profissional. “Eu não acredito em fórmulas mágicas para estarmos motivados. Para mim, só existe uma maneira de marcarmos um encontro com a motivação: precisamos ter metas pessoais claras e por escrito. Se não, o trabalho será sempre uma mera forma de pagar as contas”, conta.

O risco calculado contém a semente de qualquer realização. “Se pararmos para pensar, tudo o que fazemos de grandioso na vida tem o seu grau de risco, de mudar de emprego a mudar o estado civil, é tudo um risco. Costumo dizer que precisamos atuar um pouco dentro da filosofia americana: é tudo fifty/fifty. Metade de chances de dar certo, metade de dar errado. Na dúvida, faça!”, completa Weber.

Quanto à inovação, uma ideia nova que traz resultados, essa é a base da evolução em qualquer empresa. “É claro que ainda tem muita empresa sofrendo por não querer inovar em seus processos pós-pandemia, mas uma coisa é certa: empresas que têm abertura aos processos de inovação reagem melhor e mais rápidos a cenários de extrema crise como o que vivemos”, finaliza.

Fonte: Weber Abras- Educador corporativo, Palestrante e Consultor. Cria e implementa estratégias de educação corporativa para sua empresa produzir e vender muito mais (@weberabras).

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores