quarta-feira , 22 setembro 2021
Capa » Notícias » Bayer e Digital Favela se unem para levar conhecimento sobre saúde ocular para as comunidades

Bayer e Digital Favela se unem para levar conhecimento sobre saúde ocular para as comunidades

Em ação com microinfluenciadores da favela, Bayer reforça sua ambição de promover saúde para todos.

Pela primeira vez, Digital Favela faz parceria com uma empresa farmacêutica

São Paulo, julho de 2021 – A disseminação de informações sobre saúde é uma ferramenta que se mostra cada vez mais poderosa para garantir a prevenção e o diagnóstico precoce das mais diversas doenças que acometem a população atualmente. Foi pensando nisso que a Bayer decidiu se unir à Digital Favela, empresa que tem o propósito de dar espaço e fomentar o empreendedorismo nas favelas por meio de microinfluenciadores. Na parceria, a farmacêutica vai levar conhecimento sobre a saúde dos olhos às pessoas que vivem nas comunidades de todo o país, e que convivem com inúmeros desafios no que diz respeito ao acesso à informação e à saúde como um todo.

Atualmente, cerca de 60% a 80% dos casos de cegueira no mundo são evitáveis e/ou tratáveis, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse dado pode estar relacionado, em muitos casos, à falta de conhecimento sobre as principais responsáveis pela perda de visão evitável: as doenças da retina. Dois importantes exemplos são o Edema Macular Diabético (EMD), consequência da Retinopatia Diabética (RD), que acomete pessoas que convivem com a condição, e a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), comum na faixa etária acima dos 50 anos.

Prova disso é o que aponta uma pesquisa encomendada pela Bayer, em 2020, e realizada pelo IBOPE DTM: considerando os dois mil brasileiros entrevistados, mais da metade (54%) dos que responderam ter diabetes nunca ouviram falar na Retinopatia Diabética, sendo que a porcentagem sobe para 63% no caso de pacientes que estão no sistema público de saúde. Com relação ao total de entrevistados, o desconhecimento sobre RD sobe para 71%. Já em relação à DMRI, principal causa de perda visual na terceira idade, 74% dos entrevistados disseram que nunca ouviram falar na doença, sendo que desses, 65% têm 55 anos ou mais, faixa etária mais acometida pelo problema.

“Esse cenário só tende a contribuir com o aumento da quantidade de casos de cegueira evitável. Por isso é tão importante levar às pessoas informações sobre cuidados básicos com a saúde ocular para a prevenção dessas doenças e fatores de risco que exigem um acompanhamento mais frequente com o oftalmologista. Ter acesso a essas informações e fazer esse acompanhamento de perto são essenciais para garantir um diagnóstico precoce e um tratamento de sucesso”, destaca Beatriz Lopes, gerente de marketing de Oftalmologia na Bayer. “Nós já temos um compromisso de longa data com o acesso desses pacientes a formas de diagnóstico e tratamentos modernos para EMD e DMRI, mas entendemos que antes de qualquer coisa, elas precisam saber por qual caminho seguir para garantir esse acesso”, reforça.

A partir desse mês, quatro microinfluenciadores de diferentes regiões do país terão a missão de compartilhar com seus seguidores informações sobre as doenças da retina, incentivando-os a ficarem mais atentos à saúde dos olhos. São eles: Margarida Acerbispo ( @margarida_arcebispo ), ex-participante do programa Masterchef, de Guaianases, São Paulo; Ana Clara ( @anaglicose ) e David Pedroso ( @diabeticotipourso ), de Cubango, em Niterói, Rio de Janeiro e São Bernardo do Campo, São Paulo respectivamente, que convivem com diabetes e já abordam o tema com bastante frequência em seus perfis; e Bruna Carvalho ( @pretadireta ), técnica de enfermagem, de Azenha em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

“Essa é a primeira grande campanha de uma empresa farmacêutica com nossos influenciadores. Levar conhecimento sobre saúde para as comunidades, é um passo muito importante para melhorar a qualidade de vida dos territórios. Sem dúvidas esse conhecimento pode não só ajudá-las com a prevenção de doenças que ameaçam à visão, como também com a sustentabilidade do sistema de saúde, evitando uma sobrecarga decorrente da procura tardia por atendimento. Assim, a sociedade como um todo é beneficiada”, comenta Guilherme Pierri, (CO-CEO) do Digital Favela ao lado de Celso Athayde.

Os primeiros conteúdos, que trazem informações sobre sinais e sintomas da DMRI e EMD, já estão disponíveis nos perfis de Instagram de cada influenciador, em alusão ao Dia da Saúde Ocular (10/7). Para saber mais, basta continuar acompanhando os perfis ao longo dos próximos meses. E não se esqueça: em caso de dúvidas ou sinais e sintomas suspeitos, procure o oftalmologista.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores