sábado , 15 junho 2024
Capa » Notícias » Aché lança medicamento para pessoas com glaucoma

Aché lança medicamento para pessoas com glaucoma

Empresa amplia sua atuação na oftalmologia, com mais um produto em seu portfólio: ANDRUM, uma opção terapêutica para o glaucoma

O Aché Laboratórios expande seu portfólio de medicamentos oftalmológicos e apresenta ANDRUM (Dorzolamida 2%), sua primeira marca de medicamento para tratamento dos pacientes portadores de glaucoma. O lançamento aconteceu durante o Congresso Brasileiro de Oftalmologia, o CBO 2022, realizado no início de setembro, em Curitiba-PR.

Um dos direcionadores estratégicos do Aché é a inovação, desenvolvendo medicamentos inovadores para diferentes patologias. Oferecer mais opções terapêuticas e com melhor custo-benefício é importante para incentivar a adesão dos pacientes, principalmente quando se trata de uma doença assintomática que pode causar cegueira irreversível.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que de 1 a 2% da população mundial convive com glaucoma, sendo a principal causa de cegueira evitável no mundo. No Brasil, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia avalia que haja cerca de 1,5 milhão de pessoas com glaucoma. Por isso, a importância da realização precoce dos exames para o seu diagnóstico e do tratamento para evitar um quadro de cegueira permanente

A dorzolamida, em forma de solução oftálmica é amplamente prescrita pelos especialistas em glaucoma, com excelente perfil de redução de pressão intraocular, mostrando em diversos estudos realizados, ser uma molécula bem tolerada e segura, apresentando uma diminuição da progressão do glaucoma. ANDRUM em solução oftálmica já está em comercialização e pode ser encontrado nas farmácias e drogarias.

Erick Matheus F. Machado, gerente de marketing da Franquia Oftalmo, destaca as atividades científicas e sociais durante o Congresso Brasileiro de Oftalmologia, “realizamos aulas médicas, discussões de casos e o patrocínio do projeto “Pequenos Olhares”, uma ação de atendimento oftalmológico a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Durante os dois dias do Congresso, cerca de mil crianças entre 5 e 15 anos foram examinados gratuitamente por oftalmologistas ligados ao CBO em parceria com a ONG Renovatio, o Ministério Público do Paraná, as Secretarias Municipal de Saúde e de Educação de Pinhais, a Associação Paranaense de Oftalmologia, a Sociedade de Oftalmologia Pediátrica, entre outros apoiadores.”

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores