domingo , 29 novembro 2020
Capa » Medicina » Tontura pode ser sinal de que algo mais grave está acontecendo
Tontura pode ser sinal de que algo mais grave está acontecendo

Tontura pode ser sinal de que algo mais grave está acontecendo

Diabetes, alterações da tireóide, colesterol, anemia e até problemas arteriais e neurológicos são algumas possíveis causas do sintoma

Nem toda tontura é labirintite. Apesar de ser comum achar que esta é a causa do sintoma, nem  sempre é assim. Existem muitas outras doenças que podem levar à sensação de vertigem e é importante que seja feita uma avaliação por um profissional especializado. A tontura pode ser um sinal de que algo grave esteja acontecendo no organismo.

Segundo a otorrinolaringologista Milena Costa, a primeira questão que precisa ser esclarecida é a de que tontura não é uma doença, é um sintoma, assim como a febre. “Quando a pessoa tem tontura, provavelmente há alguma coisa acontecendo no organismo dela que está irritando o labirinto e gerando o sintoma de tontura.”

A causa precisa ser investigada com cautela porque são muitas as possibilidades e algumas delas podem ter consequências sérias. “É comum que existam problemas metabólicos envolvidos, como diabetes, pressão alta, alteração da tireóide, colesterol ou excesso de cafeína e/ou doce. Tudo isso pode causar estímulo no labirinto e gerar tontura” segundo a médica.

Doenças próprias do labirinto

Existem alguma doenças que são próprias do labirinto como a  Doença de Meniere, uma síndrome rara que ataca o ouvido interno e causa zumbido, perda auditiva e vertigem. Atinge, mais frequentemente, pessoas entre os 40 e 50 anos de idade.

Outra alteração que ocorre diretamente no labirinto é Vertigem Posicional Paroxística Benigna, nesse caso, pequenos cristais que fazem parte do sistema auditivo mudam de lugar e causam a tontura. É comum em pessoas diabéticas ou com outros distúrbios metabólicos.

Tratamento

“É fundamental uma avaliação com um profissional especializado para seja investigada a causa. Só então o tratamento correto pode ser estabelecido”, diz Milena. Existem medicamentos específicos que podem ser receitados. “Mas manter hábitos saudáveis como beber bastante água, mantendo o corpo hidratado, praticar exercícios físicos regularmente, evitar estimulantes, não fumar e ter uma alimentação balanceada já podem ajudar bastante na prevenção de doenças”.

Sobre a Dra. Milena Costa

Médica otorrinolaringologista formada pela Faculdade de Medicina de Taubaté, com residência médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e fellowship de pesquisa em Rinologia pela Stanford University, na Califórnia.

Cadastre-se para receber as matérias também via WhatsApp

Portais de Notícias 2A+

Conteúdos exclusivos, matérias, entrevistas, artigos, eventos e muito mais todo dia, a qualquer momento, para fazer de você o seguidor melhor informado.

Jornalismo feito por Jornalistas.

Integramos os elos entre a indústria, os fornecedores, o varejo e o consumidor. A Qualidade que seleciona seguidores de Qualidade.

Os fornecedores que prestigiamos são os nossos anunciantes.

Faça network com o mercado, não disperse tempo e dinheiro, anuncie conosco. Quem tem poder de decisão está nos Portais 2A+. 

The best way to access the Brazilian life sciences industry market.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores