domingo , 20 outubro 2019
Capa » Mercado & Negócios » Farmacêutica Abbvie anuncia a compra do fabricante do Botox por US$ 63 bilhões

Farmacêutica Abbvie anuncia a compra do fabricante do Botox por US$ 63 bilhões

A empresa farmacêutica americana Abbvie anunciou na terça-feira que fechou um acordo para a compra da Allergan, fabricante do Botox, por US$ 63 bilhões.

Juntas, as empresas devem movimentar US$ 48 bilhões em negócios anualmente e estarão presentes em 175 países, com um portfólio de medicamentos que inclui, além do Botox, o Humira, tratamento contra artrite reumatoide mais vendido do mundo.

A Allergan receberá US$ 188,24 por ação em dinheiro e ações, um ágio de 45% em relação ao preço de fechamento na segunda-feira.

A aquisição é vista como uma solução para os desafios de longa data que ambas as empresas enfrentaram. A AbbVie tem um conjunto de produtos grande o suficiente para diversificar sua receita da Humira. A Allergan, que é fortemente dependente do Botox, terá uma saída lucrativa para os acionistas depois de um período de quatro anos.

A economia de custos esperada com o acordo dará mais tempo para as duas empresas, mas não resolverá seus problemas de longo prazo. Ambas as drogas campeãs de vendas das empresas começaram a sofrer pressões: a AbbVie pode estar se aproximando dos limites do aumento de preço da Humira à medida que concorrentes mais baratos chegam ao mercado. Esse é um problema que a Allergan já enfrenta com o surgimento de mais concorrentes  do Botox. Nenhuma das empresas adquiriu ou desenvolveu um novo produto importante para substituir as vendas geradas pelos seus maiores sucessos.

O acordo é uma evidência de que até mesmo as maiores farmacêuticas do mundo acreditam que podem se tornar ainda maiores. Em janeiro, a Bristol-Myers Squibb Co. anunciou um acordo de US $ 74 bilhões para a Celgen,  a Takeda Pharmaceutical do Japão, no início deste ano, completou uma aquisição de US $ 62 bilhões da Shire.

As combinações começaram a atrair a atenção das autoridades antitruste. Na segunda-feira, a Bristol-Myers disse que concordou em vender um dos principais produtos da Celgene, a pílula de psoríase Otezla, para apaziguar os reguladores da Comissão Federal de Comércio dos EUA. Embora existam poucas áreas importantes de sobreposição entre a Allergan e a AbbVie, é quase certo que o acordo terá uma visão cuidadosa dos reguladores.

Fonte: Globo.com

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores