sexta-feira , 22 novembro 2019
Capa » Medicina » Outubro Rosa lembra importância da mulher se conhecer e realizar a prevenção

Outubro Rosa lembra importância da mulher se conhecer e realizar a prevenção

Diagnóstico precoce é fundamental para melhor prognóstico da doença.

Com estimativa de 60 mil novos casos em 2019, o câncer de mama desenvolve-se devido à multiplicação desordenada de células da mama, que leva à formação do tumor.  A depender do tipo de câncer e da característica de cada tumor, a doença pode evoluir mais lenta ou rapidamente.

Os tipos mais comuns são o carcinoma ductal in situ – considerado não invasivo -, o carcinoma invasivo sem outras especificações, que é o tipo mais comum, e o carcinoma lobular invasivo, que inicia nas glândulas produtoras de leite.

A fase em que se encontra a doença bem como o tipo de tumor vai definir qual o tratamento mais adequado. Entre as opções estão a cirurgia, a quimioterapia, a radioterapia e a hormonioterapia. O diagnóstico precoce melhora o prognóstico da doença e a recomendação da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) é que o rastreamento mamográfico seja feito anualmente em mulheres, a partir dos 40 anos.

De acordo com a mastologista do Hospital do Câncer Anchieta, Dra. Flávia Fernandes, a mulher precisa se conhecer, praticar o autoexame e, caso note alguma alteração, procurar o esclarecimento de um profissional o quanto antes. “Essa conduta permite o diagnóstico precoce de lesões e, quanto mais cedo detectar a doença, maiores são as chances de cura”, explica.

Para as mulheres abaixo de 40 anos, não existe uma rotina de rastreamento, a não ser quando há alto risco familiar. “Quando a mulher tem uma história de parentes com câncer de mama, é interessante que ela busque uma orientação profissional para saber se pertence ou não ao grupo de alto risco. Em caso positivo, inicia-se, a partir dos 30 anos, a rotina com ultrassom e ressonância”, indica.

Auxílio no diagnóstico

Um importante procedimento para o diagnóstico do câncer de mama é a estereotaxia (biópsia mamária), que auxilia na localização de nódulos não-palpáveis ou micro-calcificações. O dispositivo torna possível o cálculo para localizar lesões mamárias e, assim, realizar pequenos procedimentos, tais como a marcação antes da cirurgia ou a retirada de fragmentos para confirmação diagnóstica.

De acordo com o radiologista e especialista em imagem da mama do Anchieta Diagnósticos, Dr. Pedro Felipe Coelho Alvarenga, o procedimento é simples, rápido e seguro.  “São realizadas imagens para identificação e localização da lesão. Após, é realizada a assepsia e anestesia local para, então, introduzir a agulha na mama. São realizadas imagens durante e após o procedimento para confirmação da localização da agulha em relação à lesão a ser biopsiada ou marcada”, explica.

Os três principais procedimentos que podem ser realizados por meio da estereotaxia são: a core biópsia (biópsia por agulha grossa), a mamotomia (biópsia a vácuo) e a marcação pré-cirúrgica (agulhamento). De forma geral, é indicada para investigar lesões visualizadas na mamografia e que necessitam de avaliação mais completa.

O especialista ressalta que a recuperação é rápida, mas são necessários cuidados após o exame. “É recomendado evitar exercícios físicos mais intensos no prazo de 3 dias e realizar uma boa higiene do curativo”, indica.

Tumor benigno

É comum que muitas mulheres fiquem apreensivas ao encontrar um nódulo na mama. Porém, um caroço nem sempre significa um tumor maligno. Ao identificar a presença de um nódulo é importante que a mulher procure um especialista para realizar o diagnóstico e seguir com o tratamento adequado.

Os nódulos de mama benignos mais comuns são os fibroadenomas e sua incidência é mais frequente em mulheres jovens, com menos de 30 anos. Em geral, não superam 2 cm e apresentam-se como um nódulo móvel, facilmente palpável, com contornos bem definidos e sem aderência aos tecidos circundantes.

É possível que o fibroadenoma cause dor e apresente crescimento no período menstrual devido às alterações hormonais. O tratamento indicado para esse tipo de nódulo varia conforme o caso. Se a paciente sentir desconforto ocasionado pelo tamanho e localização, por exemplo, pode ser indicada a cirurgia para remoção. Já quando não causa maiores incômodos, deve ser acompanhado por um especialista.

Câncer de mama

Os principais sintomas que as mulheres devem ficar atentas são: presença de nódulo palpável, alterações na pele – vermelhidão ou retração -, alteração no formato ou saída de secreção do mamilo.

O nódulo cancerígeno normalmente possui formato irregular nas bordas com aderência aos tecidos circundantes. Geralmente são fixos e indolores.

É importante ressaltar que apenas um profissional pode realizar o diagnóstico e indicar o tratamento adequado. Por isso, quando notar a presença de caroços ou qualquer outra alteração na mama, procure um médico para indicar a melhor conduta para o caso.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores