sexta-feira , 1 julho 2022
Capa » Logística » Logística farmacêutica segue fundamental pós-pandemia

Logística farmacêutica segue fundamental pós-pandemia

Prática exige cuidados especiais para garantir a integridade de medicamentos,  insumos farmacêuticos e correlatos

A logística farmacêutica segue fundamental no período chamado de pós-pandemia. A prática para a qual se voltaram os olhos, principalmente no que tange ao transporte das vacinas contra COVID-19, consolida sua relevância para garantir a integridade de medicamentos, insumos e correlatos, mostrando-se um dos processos mais críticos da cadeia fria destes produtos. Transportar medicamentos é uma atividade que exige uma série de medidas para assegurar a eficácia destes produtos, desde a fabricação até chegar ao paciente.

Diferente da logística padrão, a logística farmacêutica precisa seguir os padrões estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que regulamenta boas práticas de distribuição, armazenagem e de transporte de medicamentos. “O grande diferencial é a questão da permissibilidade e a responsabilidade de garantir a integridade do medicamento em todos os elos, desde o momento da fabricação, do armazenamento, até o transporte para chegada no hospital e ao paciente. Essa responsabilidade de garantir a integridade do medicamento em todos os processos é o que pode salvar a vida de uma pessoa”, destaca o  diretor comercial da Temp Log, Ricardo Canteras, especialistas em cadeia fria e logística farmacêutica.

Canteras ressalta que os medicamentos especiais, exigem cuidados ainda mais intensos, pois são sensíveis e contam com temperaturas definidas por meio de estudos de estabilidade e que precisam ser seguidas à risca. “Além de todos estes cuidados com equipamentos, há ainda a presença de um farmacêutico, que desempenha uma atividade primordial, pois é o  profissional que vai monitorar e garantir que todos os processos, em todas as etapas, estão sendo realizados conforme as regras e resoluções da Anvisa, incluindo o emprego de tecnologias, transporte e distribuição”, disse.

Para o especialista, debates sobre a qualidade da logística farmacêutica, que foram intensificados durante a pandemia sob o holofote do transporte de vacinas, permanecerão em alta, acendendo o tema para os medicamentos de maneira geral. “O transporte de medicamentos passou a ser comum na mídia e virou um assunto para a população, trazendo, com a visibilidade, ainda mais responsabilidade, destacando a importância de empresas e operadores logísticos”.

Segundo Canteras, o ganho de credibilidade e relevância trouxeram benefícios para o setor. Na Temp Log, empresa que é referência na operação logística de toxina botulínica e ácido hialurônico do Brasil, o alto desempenho que rendeu a certificação GPTW (Great Place To Work) também gera economia ao setor. “Nosso time trabalha motivado e atualmente garantimos 98% das entregas dentro do prazo. Essa eficiência gera economia de custos ao cliente final, pois não há quase perdas e devoluções e isto faz com que a receita operacional daquele negócio seja maior. E este é nosso diferencial”, finalizou.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores