sexta-feira , 1 julho 2022
Capa » Farmácias e Medicamentos » Redes de farmácias crescem acima da média do varejo brasileiro

Redes de farmácias crescem acima da média do varejo brasileiro

As 26 redes de farmácias afiliadas à Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) movimentaram R$ 44,41 bilhões em 2017, um aumento de 8,96% sobre 2016. O resultado continua bem acima da média do varejo brasileiro – cuja alta foi de 1,5%, de acordo com a Associação Comercial de São Paulo. Embora representem 9,2% do total de 76 mil farmácias no país, as redes associadas à entidade concentram mais de 41% do faturamento do setor.

Para Sergio Mena Barreto, presidente executivo da Abrafarma, o constante investimento em logística, distribuição e abertura de novas lojas é o principal responsável pela expansão do grande varejo. “A capilaridade e o maior poder de negociação com a indústria permitem comercializar produtos a preços mais competitivos. Além disso, deve-se considerar as estratégias para reter os clientes, como programas de fidelidade, e-commerce e sistemas de TI para mapear hábitos de consumo”, acrescenta.

Entre janeiro e dezembro de 2017, os remédios, especialmente os de prescrição médica, mantiveram-se como principais responsáveis pelo resultado. O comércio de medicamentos totalizou R$ 30,23 bilhões, um aumento de 9,34% em relação aos doze meses anteriores. Já a venda dos não medicamentos (itens de higiene, cosméticos, perfumaria e conveniência) contabilizou R$ 14,17 bilhões – um acréscimo de 7%. Mais de 2,3 bilhões de unidades de produtos foram comercializados no período.

“Essa categoria de produtos é um termômetro claro da desaceleração no índice de crescimento, mas a recuperação da economia e a retomada do consumo das famílias marcará novamente uma alta na demanda por itens de bem-estar e conveniência, contribuindo para aumentar a participação das associadas com avanços de dois dígitos”, explica Barreto. O segmento de genéricos movimentou R$ 5,25 bilhões, com alta de 6,42% sobre 2016. Ao todo, foram vendidas mais de 322 milhões de unidades.

No período de um ano, o número de lojas aumentou 7,05%, passando de 6.763 para 7.240 unidades. Já o número de contratações subiu 3,24%, passando de 119.631 para 123.303 funcionários e colaboradores. Quase 22 mil deles são farmacêuticos. Os dados foram compilados pela Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA-USP).

Comparativo

2016 2017 Variação (%)
Vendas R$ 40.872.441.197 R$ 44.411.185.726 8,96%
Vendas de medicamentos R$ 27.620.236.315 R$ 30.231.730.754 9,34%
Vendas de não medicamentos R$ 13.252.204.882 R$ 14.179.454.972 7%
Vendas de genéricos R$ 4.936.013.455 R$ 5.253.089.078 6,42%
Unidades totais vendidas 2.244.963.062 2.317.726.715 3,24%
Colaboradores 119.631 123.303 3%
Total de lojas 6.763 7.240 7,05%

Sobre a Abrafarma

Fundada em 1991, a Abrafarma reúne as 26 maiores redes de farmácias do País, que contam com 7.240 mil lojas em todos os estados brasileiros e Distrito Federal. As redes associadas representam 41,6% das vendas de medicamentos no País, tendo realizado mais de 885 milhões de atendimentos em 2017, com vendas totais de R$ 44,4 bilhões. A associação tem como objetivo o aprimoramento das empresas filiadas, a preservação da imagem institucional, o relacionamento com entidades públicas, governo e fornecedores, além de apoio jurídico e pesquisa de mercado para o aperfeiçoamento das atividades.

Acesse www.abrafarma.com.br

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores