quarta-feira , 19 fevereiro 2020
Capa » Opinião (Página 4)

Opinião

A importância da cláusula de sucessão no contrato social

*Bruno Pacheco Ribas Beatriz. Leia Mais »

Indústria 4.0 no Brasil: 2018 promete avanços significativos

Por Natanael Kaminski* Leia Mais »

Empresas brasileiras podem perder certificações de qualidade

Por Alexandre Pierro. Leia Mais »

Cuidados com ar condicionado: sua saúde pode estar em risco

Por Francisco Pimenta. Leia Mais »

Integridade de dados

Por Jair Calixto* Leia Mais »

Logística Reversa: a chave para um planeta mais sustentável

*Por Nilo Cini Junior. Leia Mais »

O Programa Nacional de Imunização Brasileiro frente aos desafios para sua modernização e evolução

Por Ricardo Bordinhão. Leia Mais »

Eficiência energética: atenção ao ar condicionado no verão

Por Plínio Ely Milano. Leia Mais »

A responsabilidade ambiental na vida de um executivo

*Reinaldo Pinho. Leia Mais »

Acerte o ritmo de sua equipe de vendas

“Devemos dançar conforme a música”, já dizia o pensador sobre as situações cotidianas. A velha máxima que pode ser aplicada a quase tudo na vida também se faz presente no mundo das vendas. Assim como um músico pode modificar o ritmo, o gestor de vendas pode fazer com que sua equipe seja mais rápida ou devagar no processo das negociações. Isso é o que podemos chamar de cadência nas vendas.

Para cadenciar o comportamento de uma equipe, o gestor deve ser dotado de disciplina para alinhar seus vendedores de acordo com o que quer extrair deles. Ele deve ter a percepção para conduzir reuniões com base no passado, com análise de resultados, de olho no presente, nos negócios em andamento, para definir os caminhos futuros, ou seja, as metas do final do período. Apenas com técnicas de percepção, a equipe terá estratégias e objetivos traçados passo a passo.

Todo esse planejamento tem que ser feito a partir de fatos e dados, observando os números e o desempenho dos vendedores. Deve-se ficar atento ao ciclo das vendas, mensurando e ajustando, por meio de intervenções junto ao cliente, o tempo entre o primeiro contato e o fechamento do negócio.

Para planejar as ações da equipe de vendas, o gestor deve dividir esse ciclo em etapas: como um mês tem quatro semanas, a primeira deve ser utilizada para resgatar tudo o que sobrou do mês anterior e alinhar com o restante do mês; na metade da segunda semana, ele precisa acompanhar se tudo o que foi decidido está sendo cumprido; e, entre o final da terceira e última, deve ocorrer o direcionamento para os principais negócios, que apresentam as melhores condições para que a meta seja batida. Tudo isso começa com a definição da meta, se a empresa não tem uma meta para cada vendedor bem definida, é difícil fazer gestão dos recursos.

Assim, aquele pensamento de “fiz contato e vou fechar o negócio” nem sempre pode dar certo. O gestor deve fazer todo um planejamento e colocar cadência, ritmo, em sua equipe e fazer com que ela trabalhe as técnicas, as variáveis e as métricas de vendas. Ajudar os colaboradores a conquistar os resultados e a sempre bater metas é o papel do gestor. Saber qual música deve tocar para seus vendedores dançarem em cada momento é fundamental para o sucesso de cada um, da equipe e da empresa como um todo.

Carlos Cruz – diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas) – www.ibvendas.com.br

Fale com os gestores