sábado , 15 junho 2024
Capa » Cannabis » Nanofarmacologia aplicada à cannabis é tema de feira e congresso

Nanofarmacologia aplicada à cannabis é tema de feira e congresso

A Thronus Medical, pioneira mundial em nanofármacos hidrossolúveis à base de cannabis, confirmou participação na Medical Cannabis Fair Brasil 2024, que acontece em paralelo ao Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal, nos dias 23, 24 e 25 de maio, no Expo Center Norte, na cidade de São Paulo

A biofarmacêutica canadense será patrocinadora oficial do evento, que já se tornou um ponto de destaque tanto no âmbito nacional quanto internacional, ao criar um ambiente propício para os principais participantes do setor se relacionarem com o mercado e com profissionais da saúde.

A Medical Cannabis Fair 2024 contará com mais de 60 estandes e 100 marcas de diversos países do mundo expondo seus negócios e apresentando soluções para o uso medicinal da cannabis para diferentes necessidades patológicas, além de serviços para profissionais de saúde e novos negócios industriais. 

“É mais uma grande oportunidade para, junto de grandes nomes da área, divulgar informações atualizadas e abalizadas sobre o universo da cannabis medicinal no Brasil”, comenta a médica Mariana Maciel, CEO e sócia-fundadora da Thronus Medical.

A Thronus tem sua base de cultivo e genética em Vancouver, no Canadá, e fabrica a linha BISALIV, desenvolvida pela Dra. Mariana, na República Tcheca, para os mercados brasileiro, norte-americano e europeu.

Essa linha oferece oito fármacos à base de nanoCBD e nanoTHC, incluindo cinco tinturas PowerNano™, uma intranasal e dois produtos soft mastigáveis. A tecnologia revolucionária desenvolvida pela médica brasileira, reduz as partículas de cannabis para cerca de 17 nanômetros e as encapsula em uma solução hidrossolúvel, aumentando a absorção e a eficácia dos fármacos até dez vezes mais do que os óleos convencionais.

PowerNano™: Inovação de médica em nanofarmacologia

O ano estava começando, era 2018, e a médica Mariana Maciel embarcava rumo ao Canadá. A ideia era fazer um intercâmbio para estudar, depois de se formar na Faculdade de Medicina de Barbacena e trabalhar como médica no Brasil, Mariana queria ter acesso a outras realidades na área da saúde.

Em Vancouver, trabalhou em uma clínica de medicina que utilizava cannabis no tratamento de seus pacientes, e suas convicções sobre a planta mudaram.

“Eu era totalmente contra a cannabis, achava que fazia mal, tinha a visão da ‘maconha’ do jeito negativo, do preconceito enraizado”, conta. “Mas eu vi, com meus próprios olhos, coisas impressionantes que os fármacos à base da planta são capazes de fazer pelo paciente. Vivenciei pequenos milagres, e fui estudar a planta”, conta a médica.

Imersa em informações científicas e estudos clínicos, a Dra. Mariana descobriu que apenas cerca de 6% a 8% dos princípios ativos das substâncias extraídas da planta cannabis sativa atingem a circulação sistêmica dos humanos, o que significa que existe uma perda grande do potencial terapêutico dos fármacos à base de cannabis.

“São números baixos para o tamanho do potencial da cannabis. Eu, como médica, decidi que iria atrás de respostas, e percebi que tínhamos um grande desafio: aumentar a biodisponibilidade desses princípios ativos pelo corpo humano”, explica Dra. Mariana.

Depois de meses em laboratório, surgiu a PowerNano™ tecnologia exclusiva e inédita.

Considerada revolucionária pelo mercado, a PowerNano™ tornou possível a redução de partículas de cannabis a cerca de 17 nanômetros, além do encapsulamento dessas moléculas em uma solução hidrossolúvel — uma conquista científica inédita até então.

Na prática, o fármaco aumenta a absorção efetiva dos princípios ativos, e pode ser até 10 vezes maior e mais rápida. Não apenas o tempo de início de ação cai de 2 horas para 30 a 10 minutos, como também a biodisponibilidade pode chegar a 80%, a depender do ativo.

– E como isso acontece?

Dra. Mariana responde: “Sabemos que os óleos de CBD tradicionais têm baixa absorção porque se diluem pouco no aparelho digestivo. Nosso organismo — que é constituído principalmente de água — tem dificuldade em absorver óleos. Além disso, os óleos de CBD tradicionais são compostos por moléculas grandes que, somado à alta metabolização hepática dos princípios ativos, se tornam mais um dificultador para uma boa absorvência”. Segundo a médica, essas complexidades metabólicas são importantes catalisadores das pesquisas que sua equipe vem desenvolvendo há anos, “sempre buscando soluções inovadoras para levar a máxima eficiência e derrubar as barreiras à adoção do tratamento com cannabis medicinal”, finaliza.

Inovação rende integração à Society of Cannabis Clinicians e prêmio

A inovação científica rendeu à Dra. Mariana a integração à Society of Cannabis Clinicians, uma organização sem fins lucrativos norte-americana dedicada a educar profissionais de saúde sobre o uso médico da cannabis. A médica também foi listada pela Kaya Mind – entidade que é autoridade quando o assunto é dado e informações sobre o mercado de cannabis no mundo – como executiva referência no setor em 2022.

Sobre a Thronus Medical

Fundada no Canadá por uma médica brasileira, a Thronus Medical é uma biofarmacêutica precursora da produção e do desenvolvimento de nanofármacos à base de cannabis medicinal. Com distribuidores na América do Norte, América Latina e Europa, a Thronus conta com tecnologia da nanomedicina exclusiva, desenvolvida para aumentar a biodisponibilidade de substâncias canabinoides pelo corpo humano, assim potencializando a absorção pelo organismo. Para alcançar esse padrão, o laboratório reduziu o tamanho das moléculas e as encapsulou em solução hidrossolúvel – processo de nanofarmacologia até então inédito.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores