segunda-feira , 15 agosto 2022
Capa » Boas Práticas » Roche atua com protagonismo na gestão de resíduos sólidos

Roche atua com protagonismo na gestão de resíduos sólidos

Farmacêutica participa da Bienal do Lixo apresentando programas de conscientização ambiental, logística reversa e digitalização de documentos

Uma das pautas de grande relevância em sustentabilidade é a gestão de resíduos. A destinação incorreta de tudo o que é consumido pelo ser humano tem consequências no meio ambiente, resultando em poluição do ar, contaminação da água e degradação do solo. Quando se trata de medicamentos e resíduos contaminantes, a atenção deve ser ainda maior.

Atenta a esse cenário, a Roche — empresa global, pioneira em produtos farmacêuticos e de diagnóstico, com 125 anos de atuação no mundo e 90 no Brasil — atua com protagonismo neste tema e lidera iniciativas que garantem o controle da destinação adequada de materiais, redução da demanda por matérias-primas, fortalecimento da reciclagem e descarte correto de medicamentos.

Corroborando com o seu compromisso com o meio ambiente, a Roche marcou presença na Bienal do Lixo 2022, levando informações sobre a gestão desse tipo de resíduo no evento, demonstrando a relevância da busca por soluções que minimizem os impactos com suas operações e que levem educação ambiental à sociedade.

As práticas de gestão de resíduos são parte do compromisso da Roche com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU). Destaque para o ODS3, que visa garantir a saúde e o bem-estar de todos – tema que compõe a Agenda 2030, ao lado da erradicação da pobreza, acesso ao saneamento, à educação, à água e integridade nos negócios. A companhia foi reconhecida, pelo 13° ano consecutivo em 2021, como uma das companhias farmacêuticas mais sustentáveis do mundo pelo Índice Dow Jones de Sustentabilidade.

Descarte consciente de medicamentos

Para conscientizar e levar educação ambiental à população, a Roche, em parceria com a eCycle, desenvolveu uma plataforma que está hospedada nos sites de ambos, onde é possível encontrar informações sobre o manuseio e o descarte correto de remédios vencidos, sobras, seringas, agulhas, frascos e embalagens, além da identificação, por meio de geolocalização, dos postos de coleta desses materiais.

A iniciativa tem como objetivo evitar que esses resíduos sejam jogados no lixo comum ou no esgoto doméstico e prejudiquem o solo e as fontes de água, colocando em risco o meio ambiente, os animais e, consequentemente, o ser humano. Também serve de alerta para diferenciar os variados materiais que envolvem um medicamento e como destinar cada um deles.

Para identificar os postos de coleta mais próximos, basta acessar o site, indicar um critério de busca como cidade, bairro, endereço ou CEP, e clicar em “Buscar Postos”. Logo em seguida, aparece um mapa que indica vários pontos de coleta, como farmácias, Unidades Básicas de Saúde (UBS) e supermercados. Caso não seja localizado nenhum local próximo, o ideal é procurar a Vigilância Sanitária da região.

Um relatório feito pela eCycle mostra que, em 2021, o número de buscas por postos de descarte de medicamentos foi de 76.271, um volume oito vezes maior que em 2016, quando começou a parceria, comprovando o interesse do consumidor final no assunto.“Os números são positivos, mas ainda há muito o que avançar e todos — indústrias farmacêuticas, órgãos reguladores, ONGs e sociedade — têm papel fundamental na disseminação das informações corretas e conscientização coletiva”, afirma Rogério Nakamura, Gerente de Serviços, Segurança, Saúde e Meio Ambiente da Roche Farmacêutica.

Após serem entregues nos postos de coleta, o material é retirado por empresas especializadas que dão o destino correto a eles. Os objetos perfurocortantes como seringas e agulhas, por exemplo, devem ser descartados em caixas específicas de armazenamento para evitar que as pessoas sofram acidentes por perfuração. Os medicamentos vencidos e produtos químicos são destinados à incineração em locais preparados ambientalmente para essa ação e seguindo todas as exigências dos órgãos reguladores.

Logística reversa

Outra iniciativa que tem ganhado destaque nos últimos anos é a estratégia de logística reversa nas instituições de saúde. Desde 2021, clínicas e hospitais podem optar por devolver a embalagem de produtos de cadeia fria no ato da entrega ou na próxima visita.


As placas de gelo utilizadas para manter a temperatura adequada dos produtos da cadeia de frios são reutilizadas no processo de transporte e os demais resíduos, como papelão, isopor e plástico são enviados para cooperativas parceiras. O projeto atingiu 20% de sua capacidade no ano, gerando reutilização de 8,7 t de plástico HDPE e 41,4 mil l de água das placas, além da doação de 4,8t de papelão e 5,7 t de isopor.

Práticas internas

Na sede administrativa, a Roche tem promovido a reciclagem de itens utilizados em eventos presenciais e evitado impressões desnecessárias de documentos, privilegiando a utilização de uma plataforma online para a tramitação. Antes, a área de licitações, por exemplo, imprimia uma média de 1 mil folhas por dia. Hoje, 95% dos processos já acontecem de forma digital, resultando em redução de resíduos, economia de recursos, otimização de tempo e, consequentemente, a diminuição da emissão de carbono. Ainda no sentido de fortalecer seu compromisso com a minimização da pegada de carbono, a empresa tem atuado fortemente para reduzir o número de viagens corporativas, tudo para alcançar seu compromisso de reduzir os impactos ambientais pela metade até 2030.

Para assegurar de que está no caminho certo, a companhia conta com uma gestão ambiental que acompanha os indicadores relacionados à geração e descarte correto de resíduos e tem metas estabelecidas globalmente. Além disso, a fábrica passa por auditorias externas duas vezes por ano e faz a manutenção da certificação ISO 14.001. “Com todas essas práticas somadas às outras iniciativas da Roche, queremos garantir também a saúde do nosso planeta, fazendo agora o que ele precisará no futuro”, conclui Nakamura.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

× Fale com os gestores