quarta-feira , 28 outubro 2020
Capa » Artigos técnicos » Delivery: do tradicional ao essencial

Delivery: do tradicional ao essencial

*Por Eduardo Araújo.

Como um serviço básico visto por drogarias independentes se tornou essencial e emergente!

Com a chegada da Pandemia com Covid-19, a economia mundial encolhe. No Brasil apenas comércios essenciais mantem as portas abertas com atendimento restrito e com alto risco de contaminação, portanto, muitas empresas buscam saídas emergenciais para seu negócio, e o Delivery se torna essencial neste momento para a população e especialmente para o comércio.

Nos últimos anos o Delivery se tornou um serviço importante e de grande valor para empresas dos mais variados ramos de atividade. Cresceu tanto que se tornou um negócio lucrativo e rentável. Startups se tornaram gigantes como iFood, Uber Eats, Rappi e Loggi. No Varejo Farma, grandes redes investiram ao longo dos anos e vem ampliando o atendimento por meio de aplicativos e inovações no atendimentos digital.

Em contrapartida, drogarias independentes estão trabalhando da mesma forma quando implantaram o serviço no início deste século. Sem estratégia e divulgação, este serviço se tornou para muitas um mal necessário, ou seja, tem o delivery porque o concorrente oferece este serviço, ao invés de torná-lo um atrativo para novos clientes além de uma nova oportunidade de negócio!

Em meio a pandemia e crises econômicas, o empresário no varejo farma precisa entender que sua empresa nunca mais será a mesma. Tudo isso porque os consumidores e shoppers também mudaram seus hábitos, e o consumo em geral sofrerá nos próximos três anos.

O futuro sem dúvida nenhuma será construído com a diferenciação os serviços a serem oferecidos, quais as vantagens e quanto tempo vou economizar? O tempo nesta corrida mundial será um fator determinante na estabilização de uma empresa.

“No caso do Delivery, o serviço pode ter baixo retorno por não haver investimento em gestão, treinamentos e novas tecnologias, tais como oferecer um aplicativo que traga maior facilidade e comodidade aos shoppers”, cita Kali Nardino, especialista em marketing farmacêutico.

Mas antes de dar este passo importante rumo ao sucesso, o empresário precisa profissionalizar o serviço, que antes era precário, mas agora está fazendo a diferença. Em pesquisa na grande São Paulo, verificamos que empresários mais que dobraram seu faturamento nas entregas delivery. Em contrapartida, nas lojas físicas, houve uma queda nas vendas das lojas físicas e o delivery equilibrou a balança no mês de abril de 2020.

Sabemos que o consumo nos pontos de vendas pode ser maior quando influenciado por atendimento, layout, setorização e fácil localização, porém o empresário do varejo farma precisa entender que o delivery é um serviço essencial.

Seguir estes passos são fundamentais:

  • criar um departamento;
  • gerenciamento profissionalizado;
  • treinamento e capacitação da equipe;
  • monitoramento;
  • divulgação, principalmente nas redes sociais.

 

“A personalização e cuidado no atendimento tem que ultrapassar o balcão das farmácias e drogarias. É importante que o entregador seja treinado e orientado quanto às posturas praticadas que trazem bem estar e segurança aos clientes, principalmente no quesito asseio pessoal e limpeza do meio de transporte e equipamentos”, lembra Juliane Jordão, consultora do projeto Marcas Pilares.

Não é necessário um grande investimento, apenas seguir estes passos pode criar um novo negócio para farmácias ou drogarias. E quando se fala em investimento, o varejo farma independente precisa enxergar a importância de ter departamentos eficientes na empresa independente do porte, como por exemplo o RH, Marketing e Consultoria, sejam eles terceirizados ou não.

Neste cenário mundial de grandes mudanças, a drogaria ou farmácia que não buscar atualização pode desaparecer. O delivery é fundamental neste momento se executado de maneira correta, se estabilizando, fidelizando e atraindo novos shoppers para a ponto de venda.

Serviço:

EDUARDO ARAÚJO

Consultor especializado no varejo farmacêutico, com mais de 30 anos de experiência no mercado farma, já realizou projetos de consultoria, assessoria, treinamento e estratégia em 350 pontos de venda capacitando mais de 1800 colaboradores de farmácias e drogarias em conjunto com 17 indústrias e distribuidores. Atualmente um dos Coordenadores do Projeto Marcas Pilares.

KALI NARDINO

Especialista em Marketing, Farmacêutico, pós-graduado em Administração Hospitalar e MBA em Marketing. Background no mercado farmacêutico, com mais de 23 anos de experiência em Marketing; Vendas (KAM); Brand Channel Manager; GC e Projetos de Consultoria para Indústrias e Varejo (Farmácias e Drogarias). Proprietário da Webmoven, é um dos Mentores do Projeto Marcas Pilares.

JULIANE JORDÃO

Formada em Recursos Humanos e Gestão de processos, atua há mais de 13 anos nas áreas Comercial, Marketing, Trade Marketing, gestão  de produtos e projetos. Com experiência em gestão equipes, coordenou e treinou equipes de trade marketing em todo o Brasil em indústrias nacionais. Consultora do Projeto Marcas Pilares, traz ao PDV sua experiência em gestão de categoria explorando os  HPCs.

PROJETO MARCAS PILARES

O Projeto Marcas Pilares é uma iniciativa da Distribuidora Equipo Farma e da Agência Webmoven, que auxilia donos e gestores de farmácias e drogarias na melhoria de seus negócios. Juliane Jordão, Kali Nardino e Eduardo Araújo são alguns dos consultores especializados no Varejo Farma, que colaboram com a transformação e profissionalização do Varejo Farmacêutico. O Projeto já realizou atendimento consultivo e treinamentos em mais de 500 CNPJ´s, com o apoio de indústrias como ADV, Bioland, Sanfarma, Eurovit, entre outras.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores