domingo , 29 novembro 2020
Capa » Artigos técnicos » A importância dos sistemas de esterilização de dispositivos médicos hospitalares

A importância dos sistemas de esterilização de dispositivos médicos hospitalares

Por Marina Valente*

Na pandemia, o Brasil viu a importância dos equipamentos e da adoção das melhores práticas nos hospitais. Talvez por uma cultura imediatista, pouco preocupada com ganhos em longo prazo, nem sempre as soluções comprovadamente mais eficazes e seguras em healthcare são objetos dos investimentos das instituições de saúde. Um exemplo é a esterilização e o armazenamento de instrumentos e insumos médicos.

Após o uso em procedimentos clínicos e cirúrgicos, o instrumental não descartável é processado, nos hospitais, em um Centro de Materiais e Esterilização (CME). Nesse local, os dispositivos médicos são higienizados, inspecionados e enviados para a esterilização, seja na própria instituição ou em parceiros especializados. Naturalmente, o procedimento in-house dá agilidade aos reprocessamentos.

O uso de materiais avançados, como o não tecido DuPont™ Tyvek®, faz diferença nas esterilizações nas CMEs. Por sua característica de permeabilidade controlada, Tyvek® permite que objetos sejam esterilizados já embalados – e que a assepsia seja preservada por meses ou anos após o processo.

Tyvek® não apenas é compatível com diversos métodos de esterilização. Ele é o principal material no mundo, em sua classe, homologado para o sistema STERRAD® com Tecnologia ALLClear™, da Advanced Sterilization Products (ASP). O Sistema de Esterilização STERRAD® é referência naquela que é considerada uma tendência em solução hospitalar: a esterilização em baixa temperatura a partir de uma combinação de peróxido de hidrogênio e plasma.

Comparado a sistemas de esterilização convencionais, o Sistema STERRAD® se diferencia pelos níveis de conformidade e segurança, garantidos por meio de um processo rápido de esterilização, com ciclos de esterilização disponíveis a partir de 24 minutos. O equipamento de esterilização é compacto, o que facilita a instalação nos CMEs. Por não utilizar água, a unidade dispensa projeto hidráulico. Basta uma tomada elétrica estabilizada para o seu funcionamento. Todo o processo é realizado de forma segura e rápida sem deixar resíduos tóxicos.

O Sistema STERRAD® faz parte de um ecossistema que integra um equipamento de monitoramento do processo (leitora de indicador biológico VELOCITY™) e um dispositivo que converte e gerencia automaticamente os dados numa plataforma eletrônica (Sistema ASP ACCESS™), permitindo consultas através de computadores na instituição de saúde ou em outras localidades. A documentação digital facilita consultas e auditorias, haja vista que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) solicita que os CMEs mantenham seus registros de esterilização por no mínimo cinco anos.

Dentro do Ecossistema STERRAD®, o agente esterilizante e o indicador biológico (elemento para o monitoramento do ciclo de esterilização) são insumos validados e exclusivos. A DuPont desenvolveu um tipo de Tyvek® (2FS) específico para a aplicação, sendo o fornecimento e a utilização controlados. As embalagens utilizadas no Brasil têm fabricação local, sendo confeccionadas a partir de uma combinação do não tecido da DuPont com um filme laminado. A linha de produção conta com um equipamento da ASP que monitora a qualidade, de modo a garantir total segurança a hospitais e pacientes.

A embalagem de Tyvek® cumpre um papel crítico na validação de todo o sistema. Testes feitos no passado com materiais alternativos resultaram em envoltórios abrindo durante o ciclo de esterilização, ou então não alcançando um resultado satisfatório nos testes com os indicadores químicos presentes na embalagem.

Embora o Sistema STERRAD® esteja ao alcance do mercado nacional há mais de 25 anos, o sistema tem espaço a conquistar. Os usuários ainda se concentram entre os hospitais particulares de ponta, mais familiarizados com as vantagens da solução e atentos aos benefícios em longo prazo – o investimento inicial maior é compensado pela durabilidade do sistema, que pode alcançar 15 ou vinte anos. O Sistema STERRAD® é acessível inclusive para a rede de saúde pública brasileira, proporcionando ganhos sensíveis nas operações.

Num momento de preocupação elevada com a proteção biológica nos centros médicos, juntamente com a retomada dos procedimentos eletivos, soa oportuno o investimento de hospitais em melhores práticas de esterilização. Apesar de ser um tipo de benfeitoria sem a visibilidade da decoração ou dos serviços de hotelaria, o aporte em segurança dos processos pode ser utilizado como uma vantagem competitiva: beneficia as instituições, os profissionais de saúde e os pacientes.

Mais informações: https://www.dupont.com.br/packaging-materials-and-solutions/tyvek-sterile-packaging.html

Marina Valente, gerente de contas DuPont™ Tyvek® para América Latina 

Cadastre-se para receber as matérias também via WhatsApp

Portais de Notícias 2A+

Conteúdos exclusivos, matérias, entrevistas, artigos, eventos e muito mais todo dia, a qualquer momento, para fazer de você o seguidor melhor informado.

Jornalismo feito por Jornalistas.

Integramos os elos entre a indústria, os fornecedores, o varejo e o consumidor. A Qualidade que seleciona seguidores de Qualidade.

Faça network com o mercado, não disperse tempo e dinheiro, anuncie conosco. Quem tem poder de decisão está nos Portais 2A+. 

The best way to access the Brazilian life sciences industry market.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Fale com os gestores