terça-feira , 19 junho 2018
Capa » Indústria farmacêutica » Sanofi revê estratégia de marca e aposta em volumes em 2018

Sanofi revê estratégia de marca e aposta em volumes em 2018

Uma das maiores farmacêuticas do mundo, a Sanofi reviu sua estratégia de marca no Brasil e está acelerando iniciativas para se consolidar como a mais digital entre os laboratórios presentes no país, inclusive sob a ótica do consumidor. Em plena transformação e com receitas de EUR 1,13 bilhão em 2017, ou cerca de R$ 4,9 bilhões pelo câmbio atual, a operação brasileira registrou nos primeiros meses de 2018 o melhor desempenho de vendas em relação às taxas do mercado dos últimos cinco anos, disse  o diretor-geral da farmacêutica, Pius Hornstein.Os próximos meses, porém, devem trazer volatilidade e isso sem considerar potenciais efeitos da greve de caminhoneiros, que gerou prejuízos também à indústria farmacêutica brasileira – no caso específico da Sanofi, ao menos até ontem, não houve interrupção na operação fabril por causa da paralisação.

Conforme Hornstein, a expectativa de um ano bom mas mais volátil que 2017 se deve à ocorrência de dois grandes eventos, Copa do Mundo e eleições, o que levou a farmacêutica a iniciar o planejamento anual mais cedo do que de costume.  “2018 já foi pensado como ano do volume”, afirmou o executivo, dado que o reajuste de preços autorizado pelo governo foi de apenas 2,84%, um dos mais baixos dos últimos anos por causa do cenário de inflação controlada. A estratégia surtiu efeito e, de janeiro a abril, as vendas subiram 11% em volume, ante expansão de 6% do mercado. Foram três meses consecutivos de taxas de crescimento acima da média geral e o sentimento é resumido em duas frases do executivo: “Começamos o ano bem, mas não sabemos como serão os próximos meses. Estamos prudentemente otimistas”.

Do ponto de vista da marca, a revisão da estratégia da Sanofi foi holística e incluiu a transferência da sede em São Paulo para um edifício 100% sustentável, sem escritórios individuais e com mesas compartilhadas. Funcionários administrativos que estavam no Rio de Janeiro e em Campinas foram reunidos na capital paulista – no total, são mais de 4 mil trabalhadores no país.

Fonte: http://www.valor.com.br/

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*