domingo , 27 maio 2018
Capa » Soluções para filtragem

Soluções para filtragem

Qualindoor completa 10 anos de atuação no setor de qualidade do ar de interiores

Parcerias com ANVISA, CETESB, revisões de normas, treinamentos, estão entre os feitos do Qualindoor em prol ao setor representado. Leia Mais »

Conquista da lei que regulamenta espaços climatizados impacta diretamente no bem-estar da população

A aprovação da medida para espaços públicos e privados visualiza uma melhora significativa na qualidade do ar coletivo. Leia Mais »

Nederman começa a produzir no Brasil filtros para tratamento de poeiras combustíveis

Com tecnologia europeia, os filtros possuem certificação ATEX e são utilizados por grandes indústrias do segmento químico, farmacêutico e de alimentos.

A Nederman do Brasil, empresa especializada em produtos e soluções para tratamento do ar industrial, passou a produzir em sua sede em Jundiaí (SP), os filtros modulares FMCZ e FMKZ, empregados na exaustão de poeiras combustíveis em industrias como Unilever, Rhodia Solvay, Bayer, Brainfarma, entre outras grandes companhias no País. Antes, os filtros eram importados da unidade da Nederman de Friesenheim – Alemanha.

Os filtros FMCZ e FMKZ fazem parte da família de filtros modulares FM da Nederman e possuem uma versão especial de construção que contam com painéis de alívio de explosão, adequados para trabalho em áreas classificadas EX. A Nederman é uma das poucas empresas do segmento de exaustão industrial que possui certificado como especialista na utilização de tecnologia de construção que atendem as normas ATEX (Atmosferas Explosivas).

A equipe de desenvolvimento de produtos da Nederman do Brasil passou por treinamento na Alemanha, onde fica um centro de tecnologia do grupo. Após três meses de estudos e análises do projeto, o time brasileiro começou a produzir o filtro localmente, contando inclusive com fornecedores nacionais. “A linha FM de produtos é conhecida e consagrada em toda Europa e Américas, graças à nossa interação com time técnico da Alemanha obtivemos todo o knowhow necessário para a produção de equipamentos com a mesma tecnologia lá empregada e deste modo produzir filtros com a qualidade e garantia que possuímos nos outros países, com isso, ganhamos competitividade, menor prazo de entrega aos nossos clientes, além de impulsionar a economia e o mercado brasileiro”, comenta o Eng.º Alexandre Baldini, gestor do departamento de produção da Nederman do Brasil.

A partir desta evolução no portfólio de produtos da Nederman no Brasil, a companhia já fez inclusive entrega dos novos filtros FMCZ e FMKZ. “Outras versões dos filtros FM já são produzidas no Brasil desde 2014 e estão em pleno funcionamento em diversas indústrias do País, contribuindo para que as pessoas, a produção e o meio ambiente sejam protegidos dos efeitos nocivos dos processos industriais” complementa o Eng.º Claudio Visibeli, que atua na coordenação de negócios da Nederman.

 CARACTERÍSTICAS DOS FILTROS FMCZ:

Design compacto;

  • Sistema de limpeza por pulsos de ar comprimido controlados por diferencial de pressão (standard);
  • Ventilador com características anti-centelhante incorporado ao filtro;
  • Construção modular: módulos adicionais podem ser incorporados para aumento de vazão;
  • Portas de acesso frontais;
  • Bag-in/bag-out disponível (troca dos elementos filtrantes sem contato do operador com o particulado retido);
  • Construção em chapas de aço galvanizado sem soldas e pintadas, adequado para instalações em ambientes externos;
  • Temperaturas de operação até 70ºC;
  • Painéis de alívio de explosão certificados;
  • Sistemas de alívio tipo “backpack” (alívio de explosão direcionado para cima).

 

Novidade da Linter Filtros opera sob altas temperaturas

Obter ar extremamente limpo em processos sujeitos a temperaturas de até 350 ºC. Essa é a principal função do Filtro Absoluto HEPA de Alta Temperatura, o mais recente desenvolvimento da Linter Filtros, referência brasileira em filtros e equipamentos para filtragem de ar e água.

“Atende às mais exigentes normas e requisitos de aplicações industriais, sobretudo nos segmentos farmacêutico e cosmético, em aplicações como túneis de esterilização de frascos, fornos de esterilização e despirogenização”, explica a engenheira Mitsue Goya, diretora da Linter.

A novidade, ela observa, também é indicada para a instalação em unidades de processamento de alimentos, centros de pesquisas e fábricas de eletroeletrônicos. “Trata-se de um filtro apto a operar sob elevadas temperaturas e em situações que exigem ar limpo de acordo com a classificação H13 de filtragem, ou seja, com 99,95% de eficiência”.

Com elemento filtrante de fibra de vidro borossilicato e molduras de aço inoxidável, o Filtro Absoluto HEPA da Linter é fornecido em diversos tamanhos e com vazão de 250 a 2.500 m³/h. “A vedação mecânica em fibra de vidro entre a moldura e o elemento filtrante garante segurança e estanqueidade contra vazamentos”, completa a diretora da Linter.

Fundada em 1995, na cidade de São Paulo (SP), a Linter fabrica dezenas de tipos de filtros – multibolsa, grossos, finos, absolutos HEPA e de carvão ativado – e de equipamentos para HVAC-R, como filtros e caixas de ventilação. Também dispõe de um corpo de engenharia especializado no desenvolvimento de soluções customizadas.

Para mais informações, acesse www.linterfiltros.com.br

Linter lança filtro híbrido para aplicações de alta performance

Referência em filtros e equipamentos para filtragem de ar e água, a Linter Filtros acaba de ampliar o seu portfólio com o lançamento de um filtro híbrido. A novidade, detalha a engenheira Mitsue Goya, diretora da Linter, combina as mais avançadas tecnologias de filtragem de ar existentes hoje em dia. “Representa uma nova geração de filtros para aplicações de alta performance nos setores de geração de energia, farmacêutico e automotivo”.

O filtro híbrido da Linter é indicado para o uso em sistemas de ar-condicionado (HVAC), instalações industriais, entradas de ar de turbomáquinas e qualquer conjunto com regime de fluxo de ar laminar ou turbulento. Um dos seus diferenciais fica por conta do meio filtrante, composto de diferentes tipos de fibras sintéticas dispostas em três camadas progressivas. “A primeira, também conhecida como capa ou pré-filtro, retém os particulados de poeira. A segunda, uma tecnologia patenteada, garante maior eficiência de filtração, enquanto a terceira filtra a poeira fina e captura as partículas menores”.

Outro chamariz do filtro híbrido, observa a diretora da Linter Filtros, é a nova tecnologia patenteada de plissagem, cujo design mantém as plissas afastadas nos filtros de 100 mm de profundidade, otimizando a área filtrante.

“O projeto das plissas, com sua geometria perfeita, conserva as dobras afastadas e resistentes a todas as velocidades de ar. Assim, transforma o fluxo turbulento em laminar, o que reduz consideravelmente a perda de carga”, explica a engenheira Mistue, lembrando que as plissas e bolsas são autoportantes, ou seja, dispensam o uso de cola, separadores ou espaçadores. Já para os filtros de 300 mm de profundidade, a empresa desenvolveu uma tecnologia de gravação em relevo (embossing) que melhora ainda mais a qualidade da filtragem. Demais vantagens do filtro híbrido incluem baixo peso, redução do consumo de energia e facilidade de descarte – por ser 100% de plástico, dispensa a separação de materiais metálicos.

A soma dessas características – filtragem tridimensional, design diferenciado das plissas e uso exclusivo de materiais sintéticos – confere à novidade melhor desempenho em condições severas de operação frente aos filtros convencionais disponíveis no mercado. “É a resposta ideal para quem busca elevada eficiência de filtragem e retenção de pó, bem como total resistência à umidade e maior vida útil”, completa a diretora da Linter.

Fundada em 1995, na cidade de São Paulo (SP), a Linter fabrica dezenas de tipos de filtros – multibolsa, grossos, finos, absolutos HEPA e de carvão ativado – e de equipamentos para HVAC-R, como filtros e caixas de ventilação. Também dispõe de um corpo de engenharia especializado no desenvolvimento de soluções customizadas.

Para mais informações, acesse www.linterfiltros.com.br

24a. Destaques do ano Smacna Brasil premia 8 obras

No dia 10 de agosto, aconteceu à premiação do 24º Destaques do ano Smacna Brasil/2016 Convênio Smacna-Abrava, concedido anualmente pelo desdobramento brasileiro da entidade técnico-científica Smacna – Sheet Metal Air Conditioning Contractors’ National Association e a ABRAV.

O prêmio tem por objetivo promover o reconhecimento em âmbito nacional dos melhores trabalhos de engenharia termo ambiental do ano anterior.

Empreendimentos Premiados

Laboratório Sabin de Análises Clínicas – Brasília/DF

Paulista North Way Shopping – Paulista/PE

BACEN – Banco Central de Salvador – Salvador/BA

Aker Solutions–Subsea High Tech Centre  – São José dos Pinhais/PR

Jaguar Land Rover – Itatiaia/RJ

Novo Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional de BH /MG

Hotel Pullman São Paulo Guarulhos Airport – Guarulhos/SP

Porto Atlântico – Rio de Janeiro/RJ

O Prêmio Smacna Abrava é uma forma do mercado buscar elevar sua excelência, seja pelo conhecimento dos seus pares e o desejo de superação, ou seja, pelo usuário melhor informado desejando tem uma instalação melhor. De acordo com a comissão organizadora, a queda do mercado e do PIB aumentaram os desafios de todos, prova disto é que esta edição recebeu um número maior de trabalho, com ótimos projetos e conceitos de Sustentabilidade cada vez mais presente, na prática a criatividade com engenharia aplicada buscando novos caminhos.

Durante a cerimônia de abertura do evento, o presidente da Smacna Brasil, Paulo Cesar Santini, agradeceu a presença de todos e deu início a solenidade “Gostaria de registrar nosso especial agradecimento às empresas patrocinadoras e colaboradoras pelo importante apoio contribuindo para a realização e abrilhantamento da nossa premiação. Parabenizo ainda, todos os profissionais diretos e indiretos por suas realizações de excelência”.

Ainda, na abertura, o presidente da ABRAVA, o engo. Arnaldo Basile, destacou o trabalho da SMACNA com está premiação na disseminação das inovações tecnológicas e das boas práticas da engenharia. “Destaco o espírito empreendedor de todos profissionais dedicados a este setor, que tem desenvolvido suas atividades com força e vigor, apontando um Brasil que tem suplantando o momento econômico atual, complexo e desafiador” finaliza.

Para o engo. João Carlos, diretor da Smacna, “ Foi gratificante ver a evolução positiva do nosso setor em crise, com um mercado em recessão, e ver estes empreendimentos multiplicarem seus recursos e atingirem níveis de excelência para o recebimento desta premiação”.

O engo. Aldo Bianco foi o homenageado do dia e recebeu o Troféu Fair Play 2017. O critério de escolha se deu por se tratar de uma personalidade do setor, com destaque de sua vivência e contribuição para o desenvolvimento de ações em favor do setor HVAC-R. Por motivo de força maior o Troféu foi recebido por sua família.

Entre os critérios avaliados pela comissão técnica, as obras devem possuir características que as diferenciam das convencionais nas instalações adotadas para fins de condicionamento de ar, refrigeração, ventilação e aquecimento e seguir as seguintes condições: aprovação e satisfação do cliente; coordenação entre cliente, projetista, instalador e fabricantes de equipamentos; e conformidade com normas técnicas, de segurança e meio ambiente vigentes, além de manuais e recomendações da Smacna/Abrava, e todas as importantes orientações do Regulamento e Instruções Gerais sobre o Premio Smacna, muitas vezes tais ações são lideradas por um agente de” commissioning”. A premiação é dividida entre as categorias de: Obra Nova e Retrofit nos quesitos Conforto e Industrial.

Para reconhecimento da obra como Destaque do Ano, que homenageia o cliente final, o instalador e o fabricante, as mesmas devem seguir padrões técnicos de trabalhos de engenharia termo ambientais, que colocam sob foco avaliador méritos como concepção técnica, excelência de qualidade da instalação, versatilidade operacional, inovação e incorporação de artifícios que traduzam economia e/ou uso racional de energia, e, por extensão, preservação do meio ambiente, incluindo sustentabilidade.